Esquiva Falcão vai em busca do KO para renovar contrato e manter sonho do título

Esquiva Falcão vai ter uma dupla missão, dia 20, em Las Vegas. Vencer o russo Artur Akavov e convencer a empresa Top Rank a renovar o contrato, que termina no dia 15, após sete anos de parceria.

Segundo o medalha de prata em Londres/2012, uma proposta já foi feita, mas será analisada após o duelo. Esquiva está desde o fim do ano passado na Califórnia, se preparando para o compromisso que fará parte do evento cujo embate principal vai reunir os mexicanos Miguel Berchelt e Oscar Valdez.

“Vou em busca do nocaute para ver se consigo abrir os olhos dos empresários. Uma boa vitória vai poder me dar a chance de disputar o título mundial ou pelo menos conseguir uma eliminatória”, disse o pugilista, nesta terça-feira, durante o intervalo de seus treinos. “Eu já estou com 31 anos e preciso ter a minha chance. Estou fazendo uma ótima preparação para esta luta e com muita confiança para obter uma grande vitória.”

Esquiva está invicto entre os profissionais. São 27 lutas, com 19 nocautes. Ele ocupa o quinto lugar na FIB e OMB, além de ser sétimo no CMB.

Akavov, de 35 anos, tem um cartel de 20 vitórias (nove nocautes) e três derrotas, sendo duas em disputa de título mundial. Em 2016, o Wolverine, seu apelido, perdeu por pontos para o britânico BJ Saunders, em duelo equilibrado válido pelo cinturão da Organização Mundial de Boxe.

Ano passado, em janeiro, foi derrotado pelo norte-americano Demetrius Andrade por nocaute técnico no fim do 12º assalto. Apesar do bom cartel, o russo não figura no ranking de nenhuma grande entidade internacional. Ele não lutou em 2020.