Estudo lista 10 jovens promessas e mostra que seleção está bem servida no futuro

Cada vez mais os clubes brasileiros estão investindo em seus pratas da casa. Isso tem sido acelerado pela falta de receitas e pelas dívidas acumuladas no período de pandemia. Eles lançam garotos e rapidamente colhem os frutos no mercado internacional. Por consequência, dão opções a mais para o esquadrão nacional, o time comandado pelo técnico Tite. Um estudo do CIES Football Observatory, que listou 10 jovens promissores que podem defender o Brasil em breve, informa que a seleção brasileira estará muito bem servida na hora de uma futura renovação.

Tite vem mandando seus auxiliares acompanharem os jogos do Brasileirão e também analisa confrontos europeus. O estudo certamente ajudará ao treinador a esclarecer dúvidas sobre determinados atletas, até mesmo apontando outros fora do seu foco. Entre os jovens sub-23 analisados, aparecem cinco do futebol nacional e outros três que atualmente jogam na Europa.

O Top 10 do estudo traz um jovem revelado em Xerém, de onde despontou o zagueiro Thiago Silva, eterno craque do Fluminense. Curiosamente, ele também é defensor. Aos 22 anos, Ibañez já teve passagens pelas seleções de base e é apontado com grande nome da zaga brasileira. Ele pouco jogou pelo Fluminense, mas vem se destacando na Roma. Apesar do sobrenome sul-americano, ele nasceu no Brasil.

Outro garoto desconhecido do torcedor surge na segunda colocação da relação. O lateral-direito Dodô despontou no Coritiba sob direção de Gilson Kleina e foi logo negociado com o Shakhtar Donetsk. Fez 21 jogos na Ucrânia. Ele é bom de assistências, mas também sabe fazer gols. Ocupa uma posição carente na seleção principal.

O São Paulo e seu celeiro de renovações aparece com terceira e quarta posições. Titulares absolutos, os meias Igor Gomes e Gabriel Sara são vistos com bons olhos com a camisa verde e amarela. Brenner, recentemente negociado com o futebol dos Estados Unidos, seria outro representante tricolor na lista. O atacante está em nono na relação.

Do futebol nacional muitos times podiam contar com representantes, mas no Top 10 ainda figuraram o Atlhetico-PR com o ótimo lateral-esquerdo Abner, em 5°, o Atlético-MG tem o lateral-direito Guga, em 6°, e o Flamengo aparece com o goleiro Hugo Souza, em 10° lugar. Completam a lista Matheus Cunha, do Hertha Berlim, o sétimo e com uma convocação no currículo para as Eliminatórias, e o meia Gustavo Assunção, filho do volante Paulo Assunção, que ganhou notoriedade no futebol espanhol.

Certamente novos nomes podem engrossar a lista em breve, com o bom futebol dos palmeirenses Gabriel Menino, Danilo e Gabriel Veron, dos santistas Kaio Jorge, Sandry e Ângelo, e até mesmo do corintiano Gabriel Pereira. No Fluminense, que vem se destacando nas categorias de base, ainda podem ser lembrados Calegari, Martinelli e Nino. O Flamengo tem Natan e João Gomes como jovens promissores, assim como Peglow e Praxedes despontam no Internacional. A lista de bons jovens do futebol canarinho é bem extensa e tem muitos Silvas, Santos, Oliveiras e Souzas, espalhados pelos quatro cantos do País.

Confira o ranking do CIES Football Observatory:

1.° – Ibañez – Roma (Itália)

2.° – Dodô – Shakhtar Donetsk (Ucrânia)

3.° – Igor Gomes – São Paulo

4.° – Gabriel Sara – São Paulo

5.° – Abner – Athletico-PR

6.° – Guga – Atlético-MG

7.° – Matheus Cunha – Hertha Berlin (Alemanha)

8.° – Gustavo Assunção – Famalicão (Portugal)

9.° – Brenner – FC Cincinnati (Estados Unidos)

10.° – Hugo Souza – Flamengo