Felipão diz que situação do Grêmio é delicada e elogia a postura dos jogadores

O técnico Luiz Felipe Scolari fez sua reestreia no comando do Grêmio no empate sem gols no Gre-Nal neste sábado à tarde, na Arena do Grêmio, pela 11ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Com resultado, o Grêmio segue na lanterna, agora com três pontos e ainda sem vitória na competição. Na sua primeira entrevista no retorno ao clube gaúcho, treinador tratou de mostrar a real situação a todos.

“A situação é delicada, os jogadores sabem, todos nós sabemos. Mas tivemos alma no clássico e isso me deixa feliz. Não é de um dia para o outro que sairemos desta situação. Temos que trabalhar. Eu cheguei e só conversei com os atletas, não pude trabalhar nada de tática. Tenho apenas três dias de Grêmio”, ressaltou.

O treinador tratou de tranquilizar o torcedor. “Vamos ter um time aguerrido. Aos poucos vamos trabalhando. Estou feliz, porque vi uma equipe unida em campo, com os mais experientes dando suporte aos mais novos. Eu acredito nos jogadores e vamos sair dessa juntos.”

O goleiro Gabriel Chapecó foi um dos destaques do time dentro de campo. Com pelo menos três defesas, ele garantiu o empate sem gols no clássico. “Muito feliz pela estreia em Gre-Nal. Tenho me preparado muito. Agradeço pela confiança. Acho que a defesa do Yuri Alberto de mão trocada no segundo tempo foi a mais complicada.”

Pelo Brasileiro, o Grêmio joga no sábado (17) contra o Fluminense, às 21h, no Maracanã. Antes, encara a LDU, pela primeira partida das oitavas de final da Copa Sul-Americana. A partida será disputada em Quito, no Equador, na próxima terça-feira.