Felipe Melo lidera Palmeiras na tentativa de consolidar reação no Brasileirão

Mais aliviado após duas vitórias consecutivas no Brasileirão, o Palmeiras fecha a 28ª rodada nesta segunda-feira, às 21h30, diante do Sport, no Allianz Parque. Felipe Melo retomou a titularidade e tem sido um dos destaques da equipe nos últimos jogos. O capitão palmeirense quer liderar o time de Abel Ferreira em busca do terceiro triunfo seguido no torneio que vale a vice-liderança.

A lesão de Danilo contra o Juventude abriu espaço para Felipe Melo reaver sua titularidade. Os dois jogaram juntos em poucos momentos. Geralmente, apenas um dos dois estava entre os 11 que começavam os jogos. E o experiente volante fez boas apresentações, aproveitando as oportunidades de Abel Ferreira.

Na vitória sobre o Ceará, Felipe Melo acertou os 30 passes que tentou e errou apenas um dos quatro lançamentos que deu. Em um deles, encontrou Rony livre. O atacante avançou e deu a assistência para Luiz Adriano marcar, mas o camisa 7 estava impedido e o gol não valeu.

O volante de 38 anos também teve bom desempenho em fundamentos defensivos. Foram nove rebatidas, maior número do jogo, e quatro desarmes, segundo melhor da partida no Castelão. Ele tem sido importante para o time se ajustar defensivamente e levar menos gols. Além disso, tem feito menos faltas e recebido menos cartões amarelos. Nesta temporada, esteve presente em 40 jogos e ainda não marcou gols.

No Palmeiras desde 2017, o veterano tem contrato com o clube somente até dezembro deste ano. O presidente Maurício Galiotte avisou que não renovaria o vínculo, mas a decisão ficará a cargo de Leila Pereira, que assumirá a presidência em dezembro. Ela é candidata única no pleito, que ocorre no fim de novembro. O técnico Abel Ferreira é fã do futebol de Felipe Melo e quer que ele permaneça.

“Todos falamos muito do Felipe Melo e vou falar da parte esportiva. Eu cobro muito do Felipe, quando joga ou não, quero um capitão ativo, que esteja presente em todos os momentos, quando é titular e passa a energia, a agressividade positiva para os moleques, porque eles têm muito a crescer para competir. Ele não perde um duelo, ajuda a defender e isto que temos de perceber”, enalteceu o técnico português.

Concorrente de Felipe Melo, Danilo está recuperado de canelite na perna direita e na perna esquerda e trabalhou participou dos dois últimos treinamentos antes do jogo. É provável que o jovem meio-campista volte a ser relacionado, mas comece entre os reservas. Seu último jogo foi diante do Juventude, no dia 3 de outubro. Depois, desfalcou a equipe contra América-MG, Red Bull Bragantino, Bahia, Internacional e Ceará.

Se estiver em plenas condições, Danilo pode ser opção para a vaga de Zé Rafael, que está suspenso. Mas a tendência é que Abel Ferreira escale Patrick de Paula. As outras alternativas são Matheus Fernandes e Danilo Barbosa.

Os outros desfalques são os mesmos dos últimos jogos: Mayke, em recuperação de cirurgia no joelho, Jorge e Gabriel Menino, que cumprem cronograma de atividades para poderem retornar aos gramados.

O Palmeiras soma 43 pontos e retornou ao G-4 com os últimos dois triunfos sobre Inter e Ceará. No primeiro turno, no dia 4 de julho, venceu o Sport por 1 a 0, com gol do meio-campista Gustavo Scarpa.

HERNANES REFORÇA O SPORT – Na luta contra o rebaixamento, o Sport tem um compromisso bem complicado diante do Palmeiras e o técnico Gustavo Florentín aposta na volta de Hernanes para repetir as boas atuações. O treinador gostou da apresentação do time no empate sem gols com o Santos, mas precisará fazer mudanças, embora isso não seja visto como algo ruim.

“Temos variáveis. Estamos vendo as diferentes alternativas. É melhor para a gente quando temos mais opções de jogo”, afirmou o treinador ao comentar sobre a polivalência de Hernanes e Gustavo. Na prática, o meia retorna após ser poupado no último jogo, uma vez que o atacante Everaldo foi vetado por conta de uma lesão na coxa. Com isso, Mikael jogará mais avançado.

Outra mudança ocorre na lateral-esquerda, pois Sander levou o terceiro cartão amarelo e está suspenso. O treinador está em dúvida entre Chico e Luciano Juba, mas a tendência é que utilize o primeiro, mantendo Juba como avançado pela ponta.

Faria uma espécie de dobradinha pelo lado esquerdo. “Estou observando tanto Chico quanto Juba e vou utilizar um deles. Com um trabalho mais tático, vou analisar e tomar a decisão de quem vai jogar como lateral”, ponderou o treinador.