Flamengo acorda no 2º tempo, vence o Grêmio fora e vira vice-líder do Brasileirão

O Flamengo acordou no segundo tempo, derrotou o Grêmio de virada por 4 a 2 na noite desta quinta-feira, assumiu a vice-liderança e ganhou força na briga pelo título do Brasileirão. Liderada por Gabriel, que brilhou com um gol e duas assistências, a equipe rubro-negra foi perfeita na etapa final e definiu o triunfo em Porto Alegre em poucos minutos diante do rival gaúcho, que foi muito dependente de Diego Souza. Artilheiro do futebol brasileiro, ele anotou os dois gols de sua equipe.

O Grêmio chegou ao quinto jogo sem vencer, estacionou nos 51 pontos, na sexta colocação, e deu adeus de vez à luta pela taça. A equipe tricolor se concentra na final da Copa do Brasil diante do Palmeiras. Já o Flamengo ultrapassou o São Paulo e subiu para o segundo lugar, com 58 pontos, quatro a menos que o líder Internacional.

A atuação dos cariocas foi uma das melhores sob o comando de Rogério Ceni e lembrou o time arrasador de 2019 com o português Jorge Jesus. Os gaúchos, por sua vez, foram irregulares dentro da partida e se mostraram muito dependentes de Diego Souza. Jean Pyerre foi muito mal mais uma vez e a defesa não repetiu as boas exibições que a fizeram ser a menos vazada no torneio por vários jogos.

Na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, a 33ª, o Grêmio encara o Coritiba fora de casa, no Couto Pereira, domingo, às 16 horas. No dia seguinte, às 20 horas, o Flamengo visita o Sport na Ilha do Retiro, em Recife.

O primeiro tempo do Flamengo foi uma síntese do que tem sido a equipe treinada por Rogério Ceni: um time que tem a bola, troca muitos passes, mas não agride, é apático, passivo, pouco efetivo e comete recorrentes falhas defensivas.

O time rubro-negro até teve mais oportunidades de gol do que o adversário, mas não aproveitou. Gerson parou em Vanderlei, bem como Gabriel, que, depois, criou mais uma chance, mas arrematou para fora de perna direita. Ele e o meia Everton Ribeiro foram os melhores dos cariocas na etapa inicial.

Do outro lado, o Grêmio foi bem na transição ofensiva e contou novamente com o faro de gol do artilheiro Diego Souza. O centroavante recebeu cruzamento de Alisson, se enfiou no meio dos zagueiros e mandou de peixinho para balançar as redes aos 39 minutos.

No segundo tempo, tudo mudou. O Flamengo acordou, passou a ser mais intenso e agressivo e recorreu ao talento de seus principais jogadores, especialmente o inspiradíssimo Gabriel, que chacoalhou seus companheiros e foi fundamental para a equipe encurralar o rival e virar o jogo em três minutos. Aos 11, o atacante recebeu de Arrascaeta, invadiu a área e rolou para Everton Ribeiro empatar. Aos 14, após boa troca de passes, Gabriel finalizou com muita categoria da entrada da área, no cantinho, e colocou a equipe rubro-negra na frente.

A virada relâmpago deixou os gaúchos abatidos e perdidos e empolgou os cariocas, que criaram outras duas situações de gol para ampliar. Aos 16, com Arrascaeta, e aos 18, com Everton Ribeiro. Foi um prenúncio de que o terceiro gol sairia de qualquer jeito. E ele foi marcado pelo meia uruguaio, aos 20 minutos, após bela trama. Bruno Henrique encontrou Gabriel na lateral. Ele só rolou para Arrascaeta, livre, empurrar para as redes.

A partir da metade do segundo tempo, os visitantes continuaram controlando o jogo e seguiram superiores diante de um anfitrião derrubado, que não mostrava poder de reação, mas conseguiu reduzir a desvantagem novamente com Diego Souza. O experiente centroavante bateu falta com muita curva e enganou o goleiro Hugo Souza. Ele é o maior goleador do futebol brasileiro, com 26 gols. Nos acréscimos ainda deu tempo de Fla marcar mais um com Isla em contra-ataque rápido e sepultar qualquer possibilidade de reação do adversário.

FICHA TÉCNICA

GRÊMIO 2 X 4 FLAMENGO

GRÊMIO – Vanderlei; Victor Ferraz, Rodrigues, Kannemann e Diogo Barbosa; Lucas Silva (Maicon), Matheus Henrique e Jean Pyerre (Pinares); Alisson (Luiz Fernando), Ferreira (Everton) e Diego Souza. Técnico: Renato Gaúcho.

FLAMENGO – Hugo Souza; Isla, Willian Arão, Gustavo Henrique e Filipe Luís; Diego (Gomes), Gerson, Everton Ribeiro (Vitinho) e Arrascaeta (Pepê); Bruno Henrique e Gabriel (Pedro). Técnico: Rogério Ceni.

GOLS – Diego Souza, aos 39 minutos do primeiro tempo. Everton Ribeiro, aos 11, Gabriel, aos 14, Arrascaeta, aos 20, Diego Souza, aos 39, e Isla, aos 47 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Rodolpho Toski Marques (PR)

CARTÕES AMARELOS – Diego Souza, Diogo Barbosa, Kannemann, Pinares (Grêmio); Gustavo Henrique, Bruno Henrique, Vitinho (Flamengo).

PÚBLICO E RENDA – Jogos com portões fechados.

LOCAL – Arena do Grêmio, em Porto Alegre (RS).