Jean Mota quer aproveitar chance para mostrar serviço ao novo técnico do Santos

Com poucas chances no Santos nos últimos meses, o meia Jean Mota encara a rodada final do Brasileirão como decisiva para sua sequência na equipe. O jogador quer aproveitar a chegada do novo treinador, o argentino Ariel Holan, para mostrar serviço e cavar um lugar novamente entre os titulares.

O momento do jogador é favorável. Foi dele o gol de empate com o Fluminense, no domingo. Ele entrou no segundo tempo e, um minuto depois, garantiu o ponto que assegurou a equipe santista na próxima edição da Copa Libertadores. Confiante, ele quer repetir a dose contra o Bahia, na Arena Fonte Nova, na quinta-feira.

“Estamos sempre buscando a titularidade e em ajudar da melhor maneira possível. Com o descanso para os companheiros que vinham atuando mais, quem não vem jogando regularmente como eu, Luiz Felipe, Arthur e alguns meninos, tem que aproveitar esse momento para mostrar o trabalho”, diz o jogador.

A comissão técnica santista liberou diversos jogadores para descansar, visando o início do Paulistão, já no fim de semana. Assim, estão fora Pará, Luan Peres, Felipe Jonatan, Alison, Lucas Braga e Soteldo, todos poupados. Além deles, Laércio, Madson, Kaio Jorge, Jobson, Carlos Sánchez e Raniel se recuperam de lesão.

Será a oportunidade ideal para os reservas mostrarem seu futebol. Afinal, Holan estará acompanhando a partida, após a saída de Cuca, ao fim da rodada passada do Brasileirão. “Chegou um novo treinador que vai analisar tudo e nós precisamos dar o nosso melhor, pois quem tiver melhor vai jogar. Os titulares já mostraram isso durante o ano, fizeram uma temporada maravilhosa, e agora é nosso momento para terminar o Brasileirão bem e buscar nosso espaço na equipe.”

Jean Mota tenta recuperar o espaço que havia conquistado no time sob o comando de Jorge Sampaoli em 2019. Naquele ano, chegou a ser o destaque do Estadual. No entanto, perdeu espaço nos meses seguintes, o que se repetiu na última passagem de Cuca pela equipe.

Agora o meia aposta no treinador argentino, que já ganhou seus elogios. “É um treinador renomado e de muita qualidade. Vi de perto em 2018 o Independiente com um time dinâmico, rápido e com muita intensidade. E acho que essas características combinam com a história do Santos e com o nosso elenco atual, formado por muitos meninos. Acho que foi uma grande escolha a contratação do Holan, pois tem a filosofia do clube”, declarou.