Lomba destaca mescla entre juventude e experiência na luta do Inter pelo título

O Internacional segue em preparação para o duelo decisivo contra o Flamengo, neste domingo, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, pela 37.ª e penúltima rodada do Campeonato Brasileiro. O goleiro Marcelo Lomba projetou o importante confronto que dar ao clube gaúcho o título nacional, o primeiro desde 1979, em caso de vitória.

“É um jogo muito importante, decisivo. Mas apenas um resultado é decisivo, a vitória do Inter. Claro que o Flamengo não vai querer deixar escapar, mas a gente vai medir forças. O Inter vem numa batida forte, estamos com uma expectativa boa, mas com os pés no chão, apoiados na força do grupo, no trabalho construído. Domingo, a gente vai estar com o nosso máximo de empenho, concentração, para buscar essa vitória”, disse em entrevista ao canal de TV oficial do clube.

Titular neste Brasileirão, Marcelo Lomba é um dos líderes do grupo colorado. Experiente, o atleta de 34 anos serve de referência para os companheiros mais jovens, que têm ocupado papel fundamental na caminhada do Internacional na competição.

“É uma mistura legal. Nesse ano, os meninos deram uma resposta muito boa, alguns até mais rápido do que a gente esperava. São joias que estão sendo lapidadas, que têm um futuro incrível. Fico feliz pois têm a cabeça no lugar. É uma soma, de experiência e maturidade com vigor físico dos jovens, a alegria, uma ousadia legal”, comentou.

Goleiro da segunda defesa menos vazada do Brasileirão – 33 gols em 36 partidas -, Marcelo Lomba sabe que o equilíbrio é um dos grandes trunfos na campanha do Internacional. “A gente tem um modelo de jogo que encaixou. Um time que sofre poucos gols, mas que também não deixa, em nenhum momento, de atacar. A gente mescla bem entre se defender seguro e um ataque rápido. Os resultados estão acontecendo, as vitórias estão chegando, e o grupo, como um todo, está sendo falado por todo o Brasil”, afirmou.

Marcelo Lomba também valorizou o trabalho que vem sendo realizado por Abel Braga. Comandante das maiores conquistas da história do Internacional, o técnico sempre se destacou por mesclar enorme conhecimento tático com excelente gestão de grupo. A atual passagem, de acordo com o goleiro, não foge à regra.

“A história fala por si só. O Abel é um grande treinador, conseguiu feitos em vários outros clubes, mas, no Inter, tem algo especial. Ele chegou em um momento importante, e em nenhum se omitiu do desafio, o tempo todo nos incentiva. Teve uma hora que ele encontrou a maneira do time jogar, muito baseado numa inteligência de estratégia dele, mas também de sempre acreditar no que a gente podia dar. Está aí o resultado: Inter brigando na liderança e a dois jogos de poder conquistar um título”, finalizou.