Marcelo Cabo aprova entradas de Romulo e Sarrafiore como titulares no Vasco

O Vasco conseguiu uma importante vitória diante do Boavista, na terça-feira, em Saquarema (RJ), no jogo de ida da terceira fase da Copa do Brasil. Apesar do triunfo por 1 a 0, o time não teve uma boa atuação e não conseguiu apresentar aquela intensidade do início de trabalho do técnico Marcelo Cabo. Mas ele aprovou as entradas de Romulo e do argentino Sarrafiore, autor do gol, como titulares. Elogiou a atuação dos dois atletas e disse que o meio-campo vascaíno foi mais consistente.

“Com a entrada deles, tivemos um meio-campo muito consistente para esse jogo. A ideia era trazer o (Gabriel) Pec e o Morato um pouco mais por dentro, criar profundidade com os dois laterais e criar essa superioridade que a gente teve quando conseguia circular a bola de um lado para o outro, para poder atacar do lado contrário. Andrey e Rômulo foram uma opção tática. No meu entendimento, a gente precisava desse meio que se completava. Sabia que era um jogo mais de passe no segundo terço do campo”, frisou Cabo.

O jogo de volta diante do Boavista está marcado para a próxima quarta-feira, no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro. Antes disso, neste domingo, o Vasco volta a campo pela segunda rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O adversário será a Ponte Preta, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

O treinador quer aproveitar a vitória sobre o Boavista para embalar na Série B. “A Ponte Preta é uma equipe que vem de uma derrota na competição e agora vai jogar em seus domínios, com um novo treinador. Sabemos como a Ponte é forte no Moisés Lucarelli. Mas temos que aproveitar essa atuação de hoje (terça-feira) e dar sequência à equipe, para que possamos buscar nossos objetivos contra a Ponte Preta, no domingo”, disse.

Sobre uma possível saída do atacante argentino Germán Cano, o técnico do Vasco desconversou. “Eu não tenho como responder uma pergunta que desconheço o assunto. Eu não tenho conhecimento disso, de qualquer possibilidade de saída do Cano. Ele está altamente comprometido. O grupo tem entrega ao projeto do Vasco. O Cano é um pilar”, completou.