Marco Antonio e Stephani Balduccini vencem 100m livre no Troféu Brasil

A sexta-feira no Troféu Brasil de natação foi marcada pela prova mais tradicional da modalidade: os 100 metros livre. E os vencedores foram Marco Antonio Ferreira Júnior e Stephani Balduccini, na piscina do Club de Regatas Vasco da Gama, no Rio de Janeiro. Outro destaque do dia foi Vinicius Lanza.

Marco Antonio faturou a medalha de ouro com o tempo de 49s36. Lucas Peixoto foi o segundo colocado, com 49s62, e Victor Alcará levou o bronze, com 49s79. “Nadar para 49s36 foi bom. Queria ter nadado para 48s, mas achei que foi bom até pelas provas que já nadei aqui no Troféu Brasil. A competição tem sido muito boa, importante para essa nossa retomada às competições”, comentou o novo campeão brasileiro da prova.

No feminino, Stephanie Balduccini foi a mais veloz, com 56s20, à frente de Aline Rodrigues, com 56s93, e Natalia de Luccas, medalhista de bronze, com 57s03. “Não gostei muito do meu tempo, mas meu Troféu Brasil tem sido ótimo. Quero agradecer ao meu clube e ao meu treinador pelo que eu venho fazendo aqui”, comentou Stephanie, que também venceu a prova de skins na quinta-feira.

Vinicius Lanza, por sua vez, conquistou sua terceira medalha de ouro neste Troféu Brasil, nesta sexta, ao vencer os 200 metros medley, com o tempo de 2min00s59. Icaro Pereira faturou a prata, com 2min03s42, e Vinicius Assunção ficou com o bronze, com 2min03s70.

“Tem sido ótimo voltar a nadar. A competição te estimula a melhorar. Cansei um pouco no fim da prova, mas é normal depois de três dias de competição. Os objetivos têm sido cumpridos e isso é bem importante para o nosso planejamento para a seletiva olímpica”, comentou Lanza, de olho nos Jogos de Tóquio, adiados para 2021.

Nos 400m livre, Guilherme Costa, o Cachorrão, confirmou o favoritismo e venceu com 3m50s84. Ele é o atual recordista sul-americano da prova. Gustavo Saldo e Fernando Scheffer completaram o pódio.