Marinho critica atuação do Santos: ‘Temos de vencer em casa’

O atacante Marinho deixou o gramado de Vila Belmiro bastante chateado com o quarto jogo do Santos sem triunfos no Brasileirão, o segundo no seu estádio, e pediu para os companheiros agora focarem nas semifinais da Copa Libertadores, contra o Boca Juniors.

O 1 a 1 com o Ceará não estava no roteiro. A ordem era fechar o ano com triunfo e no embalo para encarar os argentinos no dia 6, em Buenos Aires. “Incomoda (a série de quatro jogos sem vitórias). Porque a gente jogando em casa tem que vencer, tem de fazer valer o mando de jogo”, reclamou o jogador santista.

Porém, ele fez um importante adendo. “Mas a gente não joga sozinho. Jogamos contra uma equipe cascuda e temos de reconhecer o adversário quando ele vai bem. (O Ceará) Tem muitos jogadores de qualidade, que podiam estar aqui ou em qualquer clube.”

O Santos havia empatado com o Palmeiras na última partida na Vila Belmiro e perdido no Rio para Flamengo e Vasco. Marinho lamentou o novo tropeço, elogiou o Ceará, clube pelo qual já atuou, e depois pediu para os santistas “esquecerem” o Brasileirão.

“É virar a chave para a Libertadores, aproveitar os dias de treinamento. Descansar e trabalhar”, observou. “A gente não tem grupo grande, não tem como tirar todo mundo, mas é isso, dia 6 tem Libertadores.”

Ao chegar aos 22 gols na temporada, sua melhor da carreira, ele dividiu os méritos com os companheiros. “Sobre mim, só vivo essa fase graças à equipe. Termino 2020 bem, mas o campeonato não acabou. Agora é conseguir coisas maiores em 2021.”