Marroquino faz 3 gols, Sevilla bate Real Sociedad e cola nos líderes do Espanhol

Em duelo direto na briga pelas primeiras colocações do Campeonato Espanhol, o Sevilla derrotou a Real Sociedad neste sábado, em casa, no estádio Ramón Sánchez Pizjuán, e se aproximou dos líderes da competição. O marroquino Youssef En-Nesyri foi o grande destaque da partida da 18ª rodada, com três gols.

O Sevilla se manteve na sexta colocação, mas agora tem os mesmos 30 pontos da Real Sociedad, que chegou a ser líder do torneio e aparece à frente, no quinto lugar, por levar vantagem nos critérios de desempate. O time da Andaluzia, porém, tem três jogos a menos, e pode brigar pela liderança se vencer seus compromissos.

O duelo teve um início muito movimentado, com quatro gols nos primeiros 15 minutos. En-Nesyri abriu o placar para os anfitriões aos quatro minutos após assistência do brasileiro Fernando. No minuto seguinte, os visitantes chegaram ao empate depois que o zagueiro Diego Carlos marcou contra. No lance, o brasileiro tentou um recuo de bola pelo alto para o goleiro Bounou, mas não viu o companheiro adiantado e a bola acabou encobrindo o arqueiro.

Aos sete, o atacante marroquino, inspirado, apareceu de novo para recolocar o Sevilla na frente. Ele passou por três marcadores e bateu colocado na saída do goleiro. A vantagem, porém, durou pouco. Aos 14, a Real Sociedad deixou tudo igual outra vez com um gol do atacante sueco Alexander Isak aproveitando cruzamento na área.

Protagonista do confronto na Andaluzia, En-Nesyri definiu o triunfo do time da casa ao marcar seu terceiro gol logo no primeiro minuto da etapa final, após cruzamento de Ocampos, em lance semelhante ao primeiro gol. Depois disso, a equipe do técnico Julen Lopetegui conseguiu sustentar a vantagem e saiu de campo vitoriosa, ampliando a sua série invicta para seis partidas no campeonato.

A 18ª rodada da liga espanhola prossegue neste sábado e será encerrada no domingo. O duelo do líder Atlético de Madrid contra o Athletic Bilbao foi adiado devido à tempestade de neve que atingiu a Península Ibérica, causou transtornos e provocou o fechamento do aeroporto de Madri.