Matheus Henrique reclama de arbitragem, mas pede ‘cabeça fria’ ao Grêmio

Os jogadores do Grêmio saíram na bronca com a arbitragem, comandada por Wilton Pereira Sampaio (GO), no empate por 3 a 3 diante do Santos, nesta quarta-feira, em Porto Alegre, pela 34.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O volante Matheus Henrique, que estava envolvido no primeiro de dois pênaltis a favor do time paulista, falou sobre a situação, claramente irritado.

“Todo mundo viu que no primeiro tempo o Grêmio jogou melhor. Saímos atrás do placar, mas conseguimos o empate. Voltamos para o segundo tempo melhor ainda, fizemos 3 a 1 e aí acontece essas coisas que chega até ser chato ficar falando. Mas vocês estão vendo, eles (arbitragem) têm a tecnologia, o VAR, e conseguem errar. No lance do pênalti, eu nem subi, é nítido e falei para o árbitro”, explicou o jogador, que reclamou de falta de Sandry antes de a bola bater em sua mão.

Apesar das reclamações, Matheus Henrique pediu “cabeça fria” ao elenco e concentração para enfrentar o Botafogo na próxima segunda-feira. Afinal de contas, o Grêmio acumula, com esse resultado, sete jogos sem vencer – cinco empates e duas derrotas no Brasileirão.

“Fica até chato a gente ficar falando porque no Gre-Nal foi assim, em outros jogos foi assim. Então temos que ter cabeça fria, temos a próxima partida contra o Botafogo e precisamos pontuar. Vamos com essa missão e se Deus quiser retomaremos o caminho das vitórias”, projetou.