Maurício Souza posta foto de Superman beijando mulher e culpa ‘turma da lacração’

Um dia após ter contrato rescindido do Minas Tênis Clube por uma série de comentários homofóbicos, Mauricio Souza se manifestou nesta quinta-feira ironizando o episódio que acabou culminando na sua dispensa. No Instagram, o jogador publicou uma imagem do Super-Homem beijando a Mulher Maravilha, fazendo referência a uma de suas polêmicas mais recentes. Há cerca de duas semanas o atleta usou a mesma rede social para criticar o fato de que uma nova versão do quadrinho apresenta o herói como bissexual, gota d’água para patrocinadores pressionarem a equipe por medidas efetivas.

Poucas horas depois da postagem, Mauricio também publicou um vídeo no qual esclarece sua saída do Minas. Ele isenta o clube de qualquer tipo de culpa e ressalta que a direção fez o possível para mantê-lo na equipe, mas a situação ficou insustentável.

“A culpa disso tudo é da turma da lacração fazendo pressão em cima dos patrocinadores”, disse o jogador no vídeo. “Qualquer coisa falada que não seja o que eles aprovam você é homofóbico e preconceituoso fato”, escreveu na legenda da publicação.

Os bastidores do Minas Tênis Clube foram agitados nesta quarta-feira. Na última semana, o clube decidiu multar e afastar Mauricio pela série de declarações homofóbicas que o jogador vinha fazendo. Após uma retratação tímida, o atleta divulgou um vídeo pedindo desculpas, mas afirmando não estar arrependido. Sem convencer a opinião pública, principalmente os patrocinadores do Minas, o central foi desligado de maneira oficial do clube na tarde de ontem.

Pouco tempo após ser dispensado, Maurício foi às suas redes sociais confirmar a notícia. Ele, mais uma vez, reforçou que continuará defendendo aqui que julga ser o certo. “Sigo meu caminho plantando o que acredito, meu legado continua! O que deixarei para meus filhos e netos é o que conta no final”.

Campeão olímpico com a seleção brasileira de vôlei no Rio-2016, Mauricio é conhecido pela postura conservadora. Recentemente, ele afirmou ser um homem que “preza a família” e que luta por valores bíblicos. “Lutar pelo que se acredita é para poucos! Pelos meus valores, crenças e propósitos eu irei até o fim! Custe o que custar”.