Nadal oscila, mas supera jovem italiano e vai às quartas de Roland Garros

Rafael Nadal não precisou jogar o seu melhor tênis para avançar às quartas de final de Roland Garros. Nesta segunda-feira, o espanhol oscilou, mas mostrou eficiência para despachar o jovem italiano Jannik Sinner, por 3 sets a 0, com parciais de 7/5, 6/3 e 6/0. Ele continua firme na busca do 14º título do Grand Slam francês.

Nas quartas, Nadal vai enfrentar o argentino Diego Schwartzman, que passou pelo alemão Jan-Lennard Sturff também em três sets: 7/6 (9/7), 6/4 e 7/5. Os dois mediram forças também no ano passado, nas semifinais, e a vitória foi do espanhol. “São quartas de final de Roland Garros. A gente sempre espera que seja difícil”, disse Nadal, que perdeu para Schwartzman apenas uma vez em 11 confrontos.

Com o triunfo, Nadal igualou a marca que mais cedo o sérvio Novak Djokovic também alcançou ao superar o italiano Lorenzo Musetti. Ambos chegaram às quartas em Paris pela 15ª vez e dividem o recorde no tradicional torneio disputado no saibro.

Com mais uma vitória por 3 a 0, o espanhol ostenta 35 sets seguidos em Roland Garros e precisa de mais seis para igualar o recorde histórico do sueco Bjorn Borg, que entre 1979 e 1981 conseguiu 41 sets em sequência.

Em que pese ter avançado sem mais uma vez perder um set sequer, Nadal não encontrou tanta facilidade diante de Sinner, que chegou a ganhar quatro games em sequência, ficou muito perto de vencer a primeira parcial, mas vacilou no momento decisivo. O espanhol reagiu, devolveu a quebra que sofrera e ganhou mais um game para fazer 7/5.

O “Toro Miúra” oscilou também no segundo set, mas conseguiu abrir 4/0, o que facilitou muito seu caminho, mesmo tendo seu saque quebrado duas vezes. Ele anotou outra quebra em cima do jovem italiano e ganhou por 6/3. No terceiro set, Nadal foi dominante e não deu mais brechas para o oponente, selando o triunfo com um “pneu”, ou seja, sem perder um game sequer.