NBA confirma All-Star em uma única noite e promete doação de quase R$ 14 milhões

A NBA anunciou nesta quinta-feira que os eventos do All-Star Game serão realizados no em 7 de março, na State Farm Arena, em Atlanta, casa dos Hawks. A celebração da liga americana de basquete será realizada em apenas uma noite pela primeira vez na história por causa da pandemia do coronavírus.

Como parte dos eventos deste ano, a NBA e a Associação de Jogadores Profissionais de Basquete (NBPA, na sigla em inglês) anunciaram um compromisso de doação de mais de US$ 2,5 milhões (R$ 13,6 milhões) em recursos para faculdades e universidades ligadas à cultura da comunidade negra e para apoiar iniciativas sobre equidade e conscientização sobre cuidados e vacina em combate à covid-19.

“O All-Star em Atlanta dá sequência na tradição anual de celebrarmos o jogo e os grandes jogadores de todo o mundo diante do público do mundo inteiro. Além da festa em quadra, o All-Star Game honrará o papel vital que as entidades de ensino ligadas à cultura da comunidade negra desempenham em nossas comunidades e concentrará também atenção e recursos no combate à pandemia da covid-19, especialmente para os mais vulneráveis”, afirmou o comissário da NBA, Adam Silver.

A noite começará com o Torneio de Habilidades, seguido pelo Torneio de 3 Pontos. Na sequência, às 22h, começa o All-Star Game, com o Torneio de Enterradas sendo disputado no intervalo. O jogo seguirá o mesmo formato do ano passado, tendo as equipes se enfrentando pela vitória em cada quarto e com um placar alvo definido para o último período.

As escalações para serão definidas pelo NBA All-Star Draft, quando os dois capitães das equipes vão escolher seus companheiros em um grupo de jogadores votados como titulares e reservas de cada conferência, podendo selecionar os atletas sem obedecer à respectiva conferência. Os capitães são os titulares de cada conferência mais votados pelos fãs em cada conferência.

Para o All-Star de 2021, NBA e NBPA estabeleceram medidas adicionais aos protocolos de segurança e saúde da liga. Isso inclui viagens privadas de ida e volta para Atlanta, a criação de um ambiente “mini bolha” baseado em hotel único para atletas e técnicos, além de testes mais completos de PCR. Para o bem-estar e segurança da comunidade de Atlanta, não haverá atividades para fãs, venda de ingressos ou eventos de hospitalidade.

A realização da festividade em meio à pandemia foi bastante criticado por LeBron James, astro do Los Angeles Lakers. “É como uma bofetada na cara”, afirmou o jogador. Outros atletas, no entanto, defenderam a realização do All-Star Game.