No Rio, Botafogo vence o Coritiba por 2 a 0 em jogo de arbitragem polêmica

Em uma partida marcada por decisões polêmicas envolvendo a arbitragem, o Botafogo fez o dever de casa na noite deste sábado ao ganhar do Coritiba, por 2 a 0, no estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro, pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. O time paranaense reclamou de dois lances capitais: um gol anulado a seu favor e um pênalti sofrido que abriu o caminho da vitória botafoguense.

A primeira vitória coloca o Botafogo na terceira colocação, com os mesmos quatro pontos de Guarani, Goiás e Remo. O Brusque é o lanterna, com seis. Na oitava colocação, o Coritiba continua com os três pontos conquistados na vitória sobre o Avaí, por 2 a 0, na estreia.

Na busca da reabilitação na Série B, o Botafogo começou a partida em cima do Coritiba e deu três finalizações nos dez minutos iniciais. Rafael Navarro parou em Wilson, assim como Chay, que também viu um chute passar rente a trave depois de desvio na zaga.

A primeira chegada do Coritiba foi aos 18 minutos. Igor recebeu lançamento e finalizou para a defesa de Douglas Borges. Aos poucos, o time paranaense passou a controlar a posse da bola e chegou a abrir o placar, anulado de forma polêmica.

Depois de autorizar a cobrança de falta, o árbitro paraense Dewson Fernando Freitas da Silva foi arrumar a barreira, mas Igor aproveitou desatenção dos botafoguenses e cobrou com categoria. O gol foi anulado e gerou reclamação dos jogadores do Coritiba.

A etapa final começou com outra polêmica envolvendo a arbitragem. Aos 14 minutos, após cobrança de escanteio, a bola desviou na mão de Rafinha dentro da área e o pênalti foi assinalado. Apesar da contestação do time paranaense, Marco Antônio cobrou, Wilson defendeu e o rebote voltou nos pés do meia, que dessa vez não desperdiçou e abriu o placar.

O gol fez o Coritiba sair em busca do empate e deu espaço para o contra-ataque do Botafogo. Aos 26 minutos, Warley cruzou rasteiro e Chay bateu de primeira. A bola desviou na zaga e saiu do alcance de Wilson. O time paranaense ficou entregue depois disso.

Com a vitória encaminhada, o Botafogo passou a administrar a posse da bola e quase marcou o terceiro nos minutos finais, com Gilvan cabeceando por cima do travessão.

Os dois times voltam a campo no próximo domingo, às 18h15, pela terceira rodada. O Botafogo recebe o Remo, no Nilton Santos, no Rio de Janeiro, e o Coritiba enfrenta o Londrina, no Couto Pereira, em Curitiba.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 2 x 0 CORITIBA

BOTAFOGO – Douglas Borges; Warley, Kanu, Gilvan e Paulo Victor; Luís Oyama (Rickson), Pedro Castro (Guilherme Santos) e Marco Antônio (Ênio); Ronald (Daniel Borges), Rafael Navarro e Chay (Ricardinho). Técnico: Marcelo Chamusca.

CORITIBA – Wilson; Igor, Nathan Ribeiro, Luciano Castán e Natanael; Willian Farias, Matheus Sales (Robinho) e Val (Valdeci); Rafinha (Tailson), Léo Gamalho (Dalberto) e Waguininho. Técnico: Gustavo Morínigo.

GOLS – Marco Antônio, aos 16, e Chay, aos 26 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Chay e Paulo Victor (Botafogo); Nathan Ribeiro e Natanael (Coritiba).

ÁRBITRO – Dewson Fernando Freitas da Silva (PA).

RENDA E PÚBLICO – Jogo com portões fechados.

LOCAL – Estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ).