Número 1 do mundo, Ashleigh Barty abandona Roland Garros por lesão no quadril

Ashleigh Barty é mais uma das favoritas a abandonar a disputa em Roland Garros. Depois de a japonesa Naomi Osaka se despedir alegando depressão, foi a vez da número 1 do mundo dar adeus ao Grand Slam francês sem derrota na quadra e precocemente. A australiana não suportou as dores no quadril e desistiu de encerrar o jogo diante de Magda Linette, pela segunda rodada.

Barty já havia sofrido com o problema físico na estreia, mas conseguiu vencer as dores. Desta vez, porém, a história foi diferente. Com dificuldade nos movimentos, acabou facilmente batida no primeiro set, por 6/1. Ao fim da parcial pediu atendimento médico.

A busca pelo bicampeonato acabou quando o segundo set estava em 2 a 2. A campeã de 2019 abandonou o jogo para não agravar seu problema. Ela não disputou a competição em 2020 por causa da pandemia e tentava, portanto, o segundo título seguido no saibro de Paris. Sucumbiu para os problemas físicos.

Melhor para a polonesa, que avança à terceira rodada, na qual desafiará a tunisiana Ons Jabuer, cabeça de chave 25 em Roland Garros, que eliminou a australiana Astra Sharma com 6/2 e 6/4.

Em outro abandono no dia, a checa Petra Kvitova, cabeça de chave 11, não foi à quadra diante de Elena Vesnina por causa de um acidente na entrevista coletiva. A jogadora caiu e acabou torcendo o tornozelo após dar declarações da vitória na estreia. Ela não se recuperou a tempo e optou por desistir da disputa ao conversar com sua equipe.

Demais resultados desta quinta-feira:

Barbora Krejcíková superou Ekaterina Alexandrova por 6/2 e 6/3, Sofia Kenin ganhou de Hailey Baptiste por 7/5 e 6/3, Jéssica Pegula anotou um duplo 6/3 em Tereza Martincová, Karolína Muchova bateu Varvara Lepchenko por 6/3 e 6/4, Elina Svitolina venceu Ann Li por 6/0 e 6/4 e Marta Kostyuk eliminou Zheng Saisai com 6/3 e 6/4.