Orlando Pride ‘protege’ Marta antes de Draft na NWSL e garante sua permanência

A craque Marta vai permanecer no Orlando Pride. Nesta quinta-feira, o clube da Flórida incluiu a brasileira na relação de 11 jogadoras que estão protegidas e não podem ser selecionadas pelo Racing Louisville, time que vai entrar na NWSL, a liga de futebol feminino dos Estados Unidos, a partir da temporada. E como estreante, terá o direito de selecionar 16 atletas de equipes adversárias para montar o seu elenco.

Os nove times participantes da NWSL tinham o direito de proteger 11 jogadoras do “draft” a ser realizado pelo novo participante da competição, nesta sexta-feira. E o Orlando Pride confirmou nesta quinta ter assegurado a permanência de Marta, além de outras dez atletas.

Com isso, Marta deverá disputar, em 2021, a sua quinta temporada pelo Orlando Pride, time que a contratou em 2017. A quarta, a 2020, foi afetada diretamente pela pandemia do coronavírus, se resumindo à Challenge Cup e à Fall Series, única competição disputada pela equipe de Marta. Ela foi titular nos quatro jogos, em que a equipe somou dois empates e duas derrotas, sem marcar gols.

Nas três temporadas anteriores com Marta, o time teve seu melhor desempenho em 2017, quando foi o terceiro colocado, sendo eliminado nas semifinais da NWSL. Depois, foi o sétimo e o nono. Nesse período, a craque brasileira marcou 23 gols em 59 jogos disputados na liga.

Com pouca atividade em 2020, Marta participou recentemente de um período de treinos com a seleção brasileira em Portugal. Também disputou um torneio amistoso no início de março sob o comando de Pia Sundhage, tendo participado de três jogos e marcado um gol.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *