Pottker diz que faltou posse de bola ao Cruzeiro para segurar vantagem

O atacante Willian Pottker reconheceu ao final do empate do Cruzeiro com o Avaí, por 1 a 1, nesta sexta-feira, na Ressacada, pela 30.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B que o time mineiro deu campo demais ao adversário e, por isso, acabou cedendo a igualdade. O gol do time da casa saiu aos 48 minutos do segundo tempo, em um cabeceio de Valdívia.

“A melhor defesa é quando se tem a posse de bola. A gente parou de ter a bola e trouxe o Avaí para o nosso campo. Eles tiveram algumas chances e empataram no final”, comentou o atacante, que foi substituído aos 33 minutos do segundo tempo por Arthur Caíke.

Mas todos sabiam que a vitória seria importante nos planos da comissão técnica. Embora o técnico Luiz Felipe Scolari mantenha o discurso de que precisa chegar logo aos 45 pontos para descartar qualquer ameaça de rebaixamento, ainda existe o sonho de brigar pelo acesso.

“Era um resultado importantíssimo. Estávamos com o placar na mão, porém, levamos o gol num lance de bola parada. Agora é pensar no próximo jogo, que será diante da Ponte Preta”, completou.

Uma baixa certa para o compromisso em Campinas é o goleiro Fábio, que participou, até agora, de todos os 30 jogos da Série B. Ele recebeu o terceiro cartão amarelo por retardar o início do jogo.

Para Felipe Machado, que marcou o gol do time mineiro, ainda no primeiro tempo, o resultado foi ruim. Mas ele estava feliz por ter marcado seu gol. “Nós sabíamos que teríamos um jogo difícil, mas fico feliz pelo gol. Quero oferecer meu gol ao filho Davi e à Isabel, que está vindo agora”, concluiu.