Primeira vez na América do Sul, Campeonato Mundial Escolar de Voleibol será em Foz do Iguaçu

O Campeonato Mundial Escolar de Voleibol acontece em Foz do Iguaçu, no Oeste do Estado, a partir desta segunda-feira (20), com a cerimônia de abertura. Primeira vez em que o evento esportivo sai do continente europeu e acontece na América do Sul, a competição conta com 14 países: Argentina, Brasil, Chile, Taipei, Croácia, Chipre, França, Grécia, Israel, Lituânia, México, Holanda, Sérvia e Turquia, e terá aproximadamente 500 participantes. A solenidade que marcará o encerramento será no dia 26 (domingo) no ginásio Costa Cavalcanti.

Duas escolas do Paraná marcam presença no campeonato: a Associação Educacional e Assistencial Martin Luther, da cidade de Marechal Cândido Rondon (Oeste), representando o vôlei feminino, e o Colégio Estadual São Vicente de Paula (EFMNPR), de Nova Esperança (Noroeste), representando o masculino.

Para o superintendente estadual do Esporte, Helio Wirbiski, é um evento muito importante não só para a formação de futuros campeões e de grandes atletas, mas principalmente pelo movimento que terá em toda região. “Teremos atletas do mundo inteiro junto com comissões técnicas e familiares. Mais um evento que o Paraná recebe de braços abertos incluindo a largada do Rally dos Sertões que acontece em agosto contando com mais de 3 mil pessoas em Foz”, afirma.

Os jogos acontecerão no ginásio Costa Cavalcanti, na Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) e no hotel Bourbon Cataratas. Um dos diferenciais é a montagem de uma quadra oficial dentro do hotel/resort. Todos os alunos, técnicos, professores, organizadores e árbitros estarão hospedados no mesmo local.

O presidente da Federação de Desporto Escolar do Paraná, Jackson Douglas Almeida, fala sobre a parceria entre a Federação do Desporto Escolar e o Governo do Estado. “Através dessa parceria verificamos um grande aumento tanto no quantitativo de participações dos alunos-atletas do Paraná quanto das oportunidades desses atletas na participação de eventos como o Campeonato Mundial Escolar”, diz.

EXPECTATIVA ALTA – Para o representante do Paraná na Confederação Brasileira do Desporto Escolar (CBDE) e coordenador-geral da competição, Clésio Prado, a expectativa está ainda mais alta com a capacidade organizacional do Paraná. “Faz parte de um sonho, uma conquista feita em 2018 quando o Brasil pleiteou esse campeonato no voleibol, sendo a primeira vez saindo do continente europeu vindo para a América do Sul”, disse Prado. “Fizemos um evento-teste que foi um sucesso com o Campeonato Brasileiro de Voleibol aqui em Foz, sendo a maior competição escolar aqui no Brasil nas participações e organizações”.

O evento tem o apoio da Prefeitura de Foz do Iguaçu, do governo federal, através da Secretaria do Esporte, e do Governo do Paraná pela Superintendência do Esporte.

Da AEN