Red Bull apresenta carro para 2021 e espera não ter os mesmos problemas de 2020

A Red Bull promoveu nesta terça-feira, em um evento virtual, o lançamento de seu carro, o RB16, para a temporada de 2021 da Fórmula 1. A expectativa, mais uma vez, é poder competir com a Mercedes, atual heptacampeã do Mundial de Construtores, e para isso a equipe austríaca espera ter resolvido problemas de aerodinâmica, que provocou várias rodadas de pilotos no ano passado.

A expectativa da Red Bull é que esse trabalho tenha corrigido a anomalia que atrapalhou o seu progresso na primeira parte da temporada de 2020. As rodadas do holandês Max Verstappen e do tailandês Alexander Albon com o RB16 eram comuns na pré-temporada e eram frequentes também após o início do campeonato, em junho.

A ideia de trazer pacotes de atualização ao RB16 ao longo da temporada passada ajudou a reduzir a diferença para a Mercedes e Christian Horner, chefe da equipe, espera que essa decisão traga recompensas em 2021, além dos esforços empregados para resolver o problema já no estágio de projeto do carro.

“Demos o nosso melhor para entender porquê sofremos com a correlação no começo do ano passado. Com a temporada iniciada, comparamos com nossas ferramentas de simulação e tanto o túnel de vento quanto outros mostraram que havia algo de errado. Aprendemos muito ao longo de 2020. E, logicamente, o desafio agora é aplicar isso para 2021”, disse Horner em entrevista ao Motorsport.

“Acho que aprendemos muito ao longo do ano passado e acho que um pouco disso tem a ver com a complexidade do nosso túnel de vento, que tem certas limitações. Então sim, só vamos entender o nível do nosso progresso a partir do Bahrein”, completou.

No evento virtual desta terça-feira, a Red Bull optou por uma apresentação simples, divulgando um vídeo do novo modelo e poucas fotos, em que é possível notar que até a pintura foi preservada praticamente intacta. A expectativa é que mais informações e fotos surjam antes do “shakedown” do carro, marcado para esta quarta-feira, em Silverstone.

Vice-campeã no Mundial de Construtores de 2020, a Red Bull mostrou também sua nova dupla de pilotos, com sua estrela Verstappen e o mexicano Sergio Perez tendo sua segunda chance em um time grande. Perez chega para o lugar de Albon, que sofreu para trazer resultados próximos aos do holandês de 23 anos, que se prepara para sua quinta temporada completa pelo time baseado em Milton Keynes, na Inglaterra.