Red Bull Bragantino bate Mirassol em reedição de confronto da Copa do Brasil

O Red Bull Bragantino deu mais um passo importante na luta pela classificação no embolado Grupo C do Paulistão ao derrotar o Mirassol pelo placar de 2 a 1, na noite deste sábado, no estádio Nabi Abi Chedid, pela sexta rodada. Craque do Brasileirão 2020, Claudinho entrou em campo apenas no segundo tempo, mas foi decisivo para o novo triunfo do time de Bragança.

Com o resultado, o Bragantino somou seu 17º ponto e deixou a classificação bem encaminhada, em um grupo que conta com Palmeiras, Novorizontino e Ituano. O Mirassol, por outro lado, continua na liderança do Grupo D, com oito pontos, na frente de Santos (6), Guarani (5) e São Caetano (1).

O Mirassol entrou em campo com o Red Bull Bragantino “entalado na garganta”, afinal foi quem o eliminou da Copa do Brasil. No entanto, apesar de começar com um time inteiro reserva, a equipe mandante teve mais posse de bola e apostou no contra-ataque para surpreender. Hurtado chegou a marcar, logo aos quatro minutos, mas o lance acabou sendo anulado pela arbitragem.

O Mirassol não demorou para equilibrar o duelo e foi colocando o goleiro Júlio César para trabalhar. Ele fez um milagre na jogada que quase terminou com gol contra de Ligger. Pedro Lucas foi outro que desperdiçou boas oportunidades de tirar o zero do marcador.

Mas foi o Bragantino que chegou primeiro ao gol. Aos 32 minutos, o árbitro, após consultar o VAR, marcou pênalti de Oyama em Luiz Phelipe. Vitinho bateu e guardou. O empate, porém, saiu aos 41. Após saída equivocada do time mandante, Pedro Lucas recebeu na frente de Júlio César e chutou com capricho para fazer 1 a 1.

O panorama do segundo tempo mudou. O Mirassol teve mais posse de bola e esboçou certa pressão para cima do seu rival. Mas faltou acertar o alvo. O time do técnico Eduardo Baptista, ex-Palmeiras e Sport, criou boas oportunidades, mas pecou na precisão, sorte do Red Bull Bragantino, que foi letal.

Aos 27, Maurício Barbieri colocou Claudinho em campo. Com seu principal destaque em campo, o Bragantino cresceu e se colocou novamente à frente do placar aos 33. O craque avançou em liberdade e cruzou na cabeça de Hurtado. O atacante testou firme para o gol, desta vez validado pelo VAR.

Após o gol, o Red Bull Bragantino administrou a vantagem e segurou os avanços do Mirassol, que não encontrou mais forças para buscar o empate e acabou saindo com a derrota de Bragança Paulista.

O Mirassol volta a campo nesta quarta-feira, às 22h15, diante do Botafogo, no estádio José Maria de Campos Maia. em Mirassol. Já o Red Bull Bragantino joga na segunda-feira, às 20h, frente à Ponte Preta, no Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista.

FICHA TÉCNICA:

RED BULL BRAGANTINO 2 x 1 MIRASSOL

RED BULL BRAGANTINO – Júlio César; Weverton (Rafael Luiz), Ligger, Realpe e Natan; Jadsom Silva, Cuello e Vitinho (Claudinho); Luis Phelipe (Pedrinho), Leandrinho (Lucas Evangelista) e Hurtado. Técnico: Maurício Barbieri.

MIRASSOL – Alex Muralha; Daniel Borges, Danilo Boza, Reniê e Moraes; Luís Oyama (Du), Neto Moura e Cássio Gabriel (Rodolfo); Fabrício (Rafinha), Pedro Lucas (Rafael Silva) e Diego Gonçalves (Lucas Silva). Técnico: Eduardo Baptista.

GOLS – Vitinho (pênalti), aos 32, e Pedro Lucas, aos 41 minutos do primeiro tempo. Hurtado, aos 33 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS – Hurtado, Ligger, Lucas Evangelista, Vitinho e Maurício Barbieri (Red Bull Bragantino); Diego Gonçalves e Eduardo Baptista. (Mirassol).

ÁRBITRO – Thiago Luis Scarascati.

RENDA E PÚBLICO – Jogo sem torcida.

LOCAL – Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista (SP).