Reinaldo reconhece atuação ‘muito abaixo’ do São Paulo: ‘Não tem explicação’

O lateral-esquerdo Reinaldo reconheceu a atuação ruim do São Paulo na derrota sofrida por 4 a 2 para o Red Bull Bragantino nesta quarta-feira, em duelo da 28.ª rodada do Brasileirão. No entanto, o jogador não soube explicar o que aconteceu com o time tricolor, que foi dominado no Estádio Nabi Chedid e cometeu muitos erros defensivos no primeiro tempo.

“A gente fez um primeiro tempo muito abaixo, tem nem explicação. Todo mundo estava abaixo. Hoje não tem explicação, nosso time foi muito, muito abaixo. O Diniz vai falar e vai mostrar onde erramos. Trabalho está sendo bem feito, continuamos na liderança”, avaliou Reinaldo.

O resultado só não foi pior ainda em termos de classificação porque o time paulista manteve a vantagem de sete pontos na liderança por conta da derrota do Flamengo para o Fluminense. A equipe do técnico Fernando Diniz, agora, se concentra no clássico diante do Santos marcado para o próximo domingo, às 16 horas, no Morumbi, pela 29.ª rodada.

“Sabemos onde erramos, e agora é levantar a cabeça, porque tem um jogo muito importante, um clássico. É colocar a cabeça no lugar e foco total no clássico para conseguir os três pontos”, resumiu o lateral.

PERSONAGEM – Tchê Tchê foi um dos personagens da partida. O meio-campista marcou um dos dois gol do São Paulo – o outro foi anotado por Gonzalo Carneiro – teve uma discussão ríspida com Fernando Diniz e acabou expulso depois de o árbitro enxergar agressão em Cuello.

No bate-boca, que ocorreu no primeiro tempo, no momento em que o São Paulo já perdia por 3 a 1, as câmeras da transmissão flagraram o técnico chamando Tchê Tchê de “ingrato”, “perninha” e “mascaradinho”. O jogador havia questionado o técnico se não poderia conversar com ele. Diniz é conhecido pelas broncas duras em seus atletas.