Renato Gaúcho aparece no BID e estreia pelo Flamengo; Rodrigo Caio é desfalque

O Flamengo viveu uma manhã de notícias distintas nesta terça-feira antes do embarque para a Argentina, onde visita o Defensa y Justicia, nesta quarta, pela rodada de ida das oitavas de final da Copa Libertadores. Enquanto recebeu a boa notícia da liberação do técnico Renato Gaúcho para a estreia, viu exame constatar lesão muscular no zagueiro Rodrigo Caio, que se tornou desfalque inesperado após ser preservado justamente para essa partida.

Como era esperado, o nome de Renato Gaúcho foi divulgado no Boletim Diário Informativo (BID) da CBF, garantindo a sua liberação para a estreia no clube carioca. Inscrito, o treinador estará à beira do campo contra os argentinos. No último domingo, apesar de “trabalhar”, ele ficou somente nas tribunas do estádio do Maracanã contra a Chapecoense.

O técnico não queria, mas tem problemas para sua primeira partida no comando do Flamengo. Poupado contra os catarinenses para formar a defesa diante do Defensa y Justicia, Rodrigo Caio acabou vetado por causa de uma contusão muscular de última hora.

“Rodrigo Caio sentiu dores na panturrilha esquerda. Exame constatou um edema no local”, informou o Flamengo, explicando a ausência no defensor na lista dos relacionados. O atacante Bruno Henrique e o meia Diego Ribas, também machucados, seguem fora.

Quem está de volta é o artilheiro Gabriel. Castigado e fora da relação contra a Chapecoense por não ter viajado com a delegação para jogo contra o Coritiba, na Copa do Brasil, no mês passado, o atacante foi confirmado entre os 23 relacionados e será titular nas oitavas de final da Libertadores.

Renato Gaúcho tem apenas uma dúvida na escalação: se recua Willian Arão para a defesa, com apenas Thiago Maia de volante e com Everton Ribeiro a seu lado para entrada de Michael, ou se repete o 4-4-2 ofensivo com o meia ao lado do uruguaio Arrascaeta servindo Gabriel e Pedro no ataque.