Rosamaria comenta atuação contra Itália: “Foi só um jogo”

 Rosamaria foi um dos destaques da vitória do Brasil sobre a Itália por 3 sets a 1, na Liga das Nações feminina de vôlei, nesta quarta-feira, dia 2, ao lado de Tandara. Ambas marcaram 17 pontos, e Rosamaria, que atuou como ponteira, entrou no lugar da jovem Ana Cristina, ainda no primeiro set, e marcou em todos os fundamentos, sendo 15 acertos de ataque, um de saque e um de bloqueio. A seleção brasileira voltará à quadra neste domingo, dia 6, contra a Sérvia.

“Fiquei muito feliz, porque não é fácil entrar em uma situação dessas e eu estava sem ritmo de jogo. Foi importante estar concentrada em todos os momentos, também já conhecia as características das meninas, então isso ajudou um pouco, no fundo de quadra, principalmente”, disse Rosamaria.

A jogadora comentou ainda sobre a importância da sua atuação para carimbar o passaporte para os Jogos Olímpicos de Tóquio. “Acredito que consegui aproveitar bem a oportunidade, mas o importante é daqui para frente. Surgirão outras chances e tenho que aproveitá-las também. Foi só um jogo. Claro que foi importante, mas não define nada, assim como se eu tivesse jogado mal, não seria o fim. Estamos sujeitas a isso”.

Mesmo com sua excelente atuação, ela garante que ainda tem o que evoluir. “Com certeza, tanto na ponta quanto na saída. E muitas coisas só vou aprender jogando muito, acertando e errando muito também. Sigo treinando nas duas posições, para poder dar ao time essa versatilidade, assim como aconteceu contra a Itália”, disse Rosamaria, que fez sua estreia nesta Liga das Nações, contra o Japão, no qual marcou três pontos, entrando nas inversões no lugar de Tandara.

Após seis jogos, o Brasil ocupa a terceira colocação na Liga das Nações, com cinco vitórias e uma derrota. Os Estados Unidos lideram e a Turquia ocupa a vice-liderança. Norte-americanos e turcas ainda não perderam na competição. 

Da Assessoria