Rosamaria fala sobre disputa por vaga em Tóquio: “Briga saudável”

A seleção brasileira feminina de vôlei voltará à quadra nesta sexta-feira, dia 18, para a última semana da fase classificatória da Liga das Nações (VNL), em Rimini, na Itália. O Brasil, que está na vice-liderança na classificação, enfrentará a Coreia do Sul, sua adversária de estreia nos Jogos Olímpicos de Tóquio, no dia 26 de julho. Nesta reta final da VNL, as jogadoras aguardam suas chances de mostrar serviço. Uma das disputas por posições mais acirradas é a de oposta. Se Tandara é nome certo nas Olimpíadas, a segunda vaga está entre Sheilla, Rosamaria e Lorene.

“Temos um grupo muito legal e a relação é ótima. Acho que a minha briga não é só diretamente com elas. Já que estou fazendo ponta e saída também, tenho visado tentar fazer bem os dois, porque acredito que tenha ainda uma vaga de ponteira. Está todo mundo brigando por posição. Não tem ninguém confirmado. É uma briga muito saudável e a gente se ajuda bastante dentro de quadra. A Sheilla com a experiência dela, e eu e a Lorenne sempre tentando observar, mostrar, buscar nosso espaço”, disse Rosamaria.

“Cada dia mais aqui, em Rimini, é um dia a menos para Tóquio. Claro que pensamos em um objetivo de cada vez, mas a gente sabe que a Liga das Nações é a nossa vitrine, então aproveitar as oportunidades é muito importante. Acho que tenho conseguido usufruir das minhas chances. É claro que sempre pode ser melhor, mas fiquei feliz com o que consegui realizar, já que venho me preparando para isso. Foi importante mostrar, de fato, dentro de quadra, e espero poder fazer ainda melhor nas próximas oportunidades que eu tiver”.

Rosamaria fez também uma análise do desempenho da equipe brasileira na Liga das Nações até o momento. “Essas semanas foram muito importantes para o grupo se conhecer. É a nossa primeira experiência depois de um ano paradas, e cada jogo tem sido um aprendizado novo e um crescimento para o elenco. Tem muita coisa pela frente ainda, e agora é que vamos chegar na parte mais importante nessa semana decisiva para a gente tentar essa classificação para o final four. Acho que a gente ainda tem muito que crescer se quisermos pensar em uma medalha olímpica, mas já dá para ver o crescimento da equipe dia após dia. Estamos nos entendendo melhor dentro de quadra. A gente treina muito e estamos tentando colocar tudo isso nas partidas. Acho que nosso saldo é superpositivo. E é para isso que estamos aqui, para crescer juntas e aprender a jogar como time”.

Após a Coreia do Sul, a seleção brasileira enfrentará a Holanda e a Turquia, no sábado e no domingo, respectivamente, encerrando da fase classificatória. As semifinais acontecerão no próximo dia 24. A decisão do título e a disputa da medalha de bronze serão no dia 25.

Da Assessoria