Santos reclama de pênalti não marcado, mas considera empate bom resultado

O empate por 0 a 0 com o Boca Juniors, nesta quarta-feira, no Estádio La Bombonera, foi visto pelo como um resultado positivo pelo Santos. Com a igualdade sem gols, qualquer vitória na próxima quarta, na Vila Belmiro, classifica o time à decisão da Copa Libertadores. Mas o time se irritou com uma decisão do árbitro, que não marcou pênalti em Marinho, de Izquierdoz, no segundo tempo.

E o atacante reclamou do chileno Roberto Tobar, que sequer foi ao vídeo rever o lance. “Fui tocado dentro da área. Não sei por que árbitro não foi olhar o vídeo. O importante é conseguir um resultado aqui. Poderíamos ter vencido, mas jogar contra o Boca é muito difícil. O importante é não perder”, disse Marinho.

Lucas Veríssimo destacou que a ótima campanha como visitante – agora são 4 vitórias e 2 empates – na competição fez o Santos entrar confiante na possibilidade de ganhar em Buenos Aires. Não foi possível, mas o zagueiro considerou que o cenário para a sua equipe está positivo na Libertadores.

“Nossa equipe é a melhor visitante do campeonato. Entramos aqui para vencermos, mas infelizmente não conseguimos. Não é um resultado negativo. Vitória seria muito melhor, mas jogamos em La Bombonera, pode-se dizer que foi positivo”, afirmou.

O jogo com o Boca foi disputado apenas dois dias após o Santos enfim definir o futuro de Veríssimo, que teve acertada a sua venda ao Benfica. O zagueiro, porém, só vai se transferir ao fim da participação da equipe na Libertadores. E não quis comentar a negociação nesta quarta-feira. “Não gostaria de comentar sobre isso. O extracampo os empresários resolvem. Minha cabeça está aqui, totalmente no Santos e na semifinal”, concluiu.