São Paulo sobra, goleia Botafogo em casa e dispara na liderança do Brasileirão

Insaciável, o São Paulo de Fernando Diniz parece ter encontrado o rumo dentro de campo. Nesta quarta-feira, o time recebeu um combalido Botafogo, em jogo atrasado da 18ª rodada do Campeonato Brasileiro, e não deu nenhuma chance para a zebra. Venceu por 4 a 0, com ótima participação de Brenner, e abriu sete pontos na liderança.

A campanha do São Paulo no Brasileirão é extremamente constante. O time só perdeu duas vezes, atingiu 14 vitórias (uma a mais do que o Atlético-MG, o vice-líder) e agora mantém uma invencibilidade de 17 jogos, com dez vitórias e sete empates. Além disso, com o resultado, o time ficou com o simbólico título do primeiro turno do Brasileirão.

Afundado na zona do rebaixamento, em 19º lugar, com 20 pontos, o Botafogo foi presa fácil para o São Paulo. Logo aos nove minutos de jogo, o time do técnico Fernando Diniz entrou na área com uma ótima triangulação. Luciano tocou para Gabriel Sara, que foi à linha de fundo e cruzou na medida para Brenner testar com força, no ângulo de Diego Cavalieri – 1 a 0.

O São Paulo trocava passes com facilidade no campo de ataque. O time quase aumentou aos 15. Arboleda cabeceou, Cavalieri fez a defesa e no rebote Brenner acertou a trave.

O segundo gol saiu quando o São Paulo resolveu acelerar ainda mais o jogo. Luciano colocou Brenner para correr. O atacante deixou o marcador para trás, entrou na área em velocidade e fuzilou Cavalieri para marcar mais um gol no jogo – foi o 20º gol de Brenner na temporada.

O que estava difícil piorou. Aos 33, Marcelo Benevenuto dividiu bola com Luan e após interferência do VAR (Árbitro de Vídeo), foi expulso. Cavalieri fez mais duas ótimas defesas, mas aos 45, o São Paulo “ganhou” um pênalti – Igor Gomes chutou para o gol e Foster colocou o braço na bola. Reinaldo bateu com categoria e fez o terceiro do tricolor.

Na segunda etapa, o São Paulo foi aos poucos diminuindo o ritmo. Fernando Diniz começou a fazer substituições e tirou jogadores que estão pendurados com dois cartões amarelos – no domingo, o time enfrenta o Corinthians na Neo Química Arena, local que o time não tem nenhuma vitória contra o rival.

Após as cinco mudanças, o São Paulo continuou em cima. Aos 23, Vitor Bueno recebeu na entrada da área e bateu firme, mas a bola explodiu na trave. Aos 33, foi a vez de Luciano cabecear firme, mas de novo a bola bateu na trave.

Mesmo sem forçar muito, o São Paulo chegou ao quarto gol. Aos 45, após troca de passes na frente da área, Hernanes, ídolo da torcida, recebeu com espaço e bateu no ângulo, sem chances para Cavalieri. Mais uma excelente vitória desse São Paulo, que no Brasileirão e na Copa do Brasil tem atropelado os adversários até com certa facilidade.

FICHA TÉCNICA:

SÃO PAULO 4 x 0 BOTAFOGO

SÃO PAULO – Volpi; Juanfran (Igor Vinícius), Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Luan (Rodrigo Nestor), Tchê Tchê (Pablo), Gabriel Sara (Hernanes) e Igor Gomes (Vitor Bueno); Brenner e Luciano. Técnico: Fernando Diniz.

BOTAFOGO – Cavalieri; Marcinho, Benevenuto, Kanu e Foster; Welison (Luiz Otávio), Caio Alexandre, Kalou (Warley) e Bruno Nazário (Lecaros); Lucas Campos (Kevin) e Pedro Raul (Matheus Babi). Técnico: Felipe Lucena (auxiliar).

GOLS – Brenner, aos 9 e aos 26, e Reinaldo, aos 45 minutos do primeiro tempo. Hernanes, aos 45 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Ricardo M. Ribeiro (MG).

CARTÕES AMARELOS – Pedro Raul e Foster.

CARTÃO VERMELHO – Benevenuto.

RENDA E PÚBLICO – Jogo sem torcida.

LOCAL – Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP).