Sem atletas do PSG, Pia chama Geyse e Valéria e inicia treinos para She Believes

A técnica Pia Sundhage convocou as atacantes Geyse e Valéria, ambas do Madrid CFF, para defender a seleção brasileira no Torneio She Believes. Elas foram chamadas pela treinadora após o Paris Saint-Germain se recusar a liberar as meias Luana e Formiga para a disputa da competição nos Estados Unidos.

A seleção já está reunida em Orlando, onde nesta terça-feira realizou o primeiro treino na preparação para a disputa do She Believes. A atividade contou com a presença de 23 das 25 atletas chamadas por Pia, com as exceções sendo Andressa Alves e Valéria, que ainda não haviam desembarcado na Flórida no momento do treino.

E a treinadora já aproveitou a atividade para realizar um coletivo, visando o duelo de quinta-feira, contra a Argentina, às 18 horas (de Brasília). Depois, a seleção vai encarar os Estados Unidos, no domingo, às 17h. E o último compromisso do Brasil no torneio será diante do Canadá, no dia 24, a partir das 18h. Todos os jogos serão disputados no Exploria Stadium, em Orlando.

“Indiferente se é a seleção dos Estados Unidos, Canadá ou Argentina, a gente está com espírito de vitória, e tendo a Pia que já comandou a seleção dos Estados Unidos é um ponto positivo pra gente, ela conhece bem. Eu também conheço muitas jogadoras por jogar aqui na liga e, no geral, todo mundo conhece os Estados Unidos e será um jogo muito duro. A gente está se preparando e dando o nosso melhor dia a dia pra gente conseguir conquistar esse torneio. Esses são os jogos mais próximos do que pode acontecer nas Olimpíadas, e acho que dará um parâmetro do nível que a gente está. Será um balanço bem positivo”, afirmou Debinha.