Sem Cuca e com reservas, Santos festeja vaga na Libertadores diante do Bahia

Alguns confrontos do Brasileirão terão importância mínima nessa última rodada. Santos e Bahia, por exemplo, fazem confronto de alívio e festa em Salvador. Os donos da casa estão salvos do rebaixamento e a equipe santista usará o confronto das 21h30, na Arena Fonte Nova, para festejar a vaga à fase prévia da Copa Libertadores. O auxiliar Marcelo Fernandes dirigirá o time após o adeus de Cuca e usará uma equipe repleta de reservas.

Após uma dura temporada, o Santos deu um período de folga para alguns titulares. Soteldo, Alisson, Luan Peres, Lucas Braga, Pará e Felipe Jonatan estão em recesso até o dia 2 de março.

Disposto a brigar pela artilharia do Brasileirão, Marinho havia adiado sua pausa para atuar em Salvador, mas acabou diagnosticado com a covid-19 e está em isolamento. O atacante sentiu-se mal na terça-feira e acabou diagnosticado com a doença.

Mais uma vez o Santos apostará em seus meninos. Muitos deles foram revelados pelo técnico Cuca e gostariam de somar um bom resultado para presentear o treinador, que iria se despedir nesta quinta-feira, mas antecipou a saída por problemas de saúde na família.

Responsável por dirigir o Santos nessa despedida do Brasileirão, Marcelo Fernandes ainda comandará a equipe nas duas primeiras rodadas do Campeonato Paulista, já que o argentino Ariel Holan só estreia no clássico com o São Paulo, dia 6 de março.

Apontado na despedida de Cuca como um dos futuros talentos do futebol brasileiro, o jovem atacante Ângelo, de somente 16 anos, deve ganhar mais tempo de jogo em Salvador. Resta saber se desde o início.

O Santos aposta muito em seu futebol, mas não quer lançá-lo de um vez. Ângelo vai ganhar minutos de jogo nas próximas partidas para se adaptar e ficar pronto para não sentir o peso quando ser exigido em partidas decisivas.