Serena e Osaka vencem e se enfrentam em semifinal na Austrália

O Aberto da Austrália conheceu nesta terça-feira suas primeiras semifinalistas. E terá seu primeiro grande confronto na chave feminina. A veterana americana Serena Williams vai encarar a japonesa Naomi Osaka, em busca da vaga na grande final do primeiro Grand Slam da temporada, disputado em Melbourne.

Será a reedição da final do US Open de 2018, quando Osaka surpreendeu a rival mais experiente para conquistar seu primeiro Slam da carreira. A japonesa tem outra vitória sobre Serena, no mesmo ano, em Miami. Serena venceu a adversária apenas uma vez, em Toronto, em 2019.

Osaka entrou em quadra primeiro nesta terça-feira. E teve mais facilidade do que o esperado para superar a taiwanesa Hsieh Su-wei por 2 sets a 0, com duplo 6/2, em apenas 1h06min de duelo. A atual número três do mundo disparou sete aces, obteve quatro quebras de saque e não perdeu o serviço em nenhum momento da partida, contra a adversária que vinha surpreendendo em Melbourne.

A japonesa registrou ainda 24 bolas vencedoras, contra 14 da taiwanesa. E apenas 14 erros não forçados, diante de 23 da rival. Osaka chegará à semifinal com apenas um set perdido até agora, no confronto anterior, contra a espanhol Garbiñe Muguruza.

Serena Williams teve mais trabalho para avançar na chave. A 11ª colocada do ranking precisou mostrar todo o seu talento para superar a romena Simona Halep, número dois do mundo, por duplo 6/3, em 1h21min.

Dona de sete títulos em Melbourne, a tenista de 39 anos faturou seis quebras de saque, contra três da romena. E fez a diferença com suas 24 bolas vencedoras, diante de apenas nove da rival. A potência nos golpes decisivos compensaram os 33 erros não forçados (Halep anotou 19).

Em busca do sonhado 24º troféu de Grand Slam, o que a faria igualar o recorde da australiana Margaret Court, Serena vai disputar sua 40ª semifinal de Major, tentando alcançar a 34ª final.