Stock Car faz decisão mais imprevisível da história em Interlagos

Em uma das decisões mais imprevisíveis de sua história, a Stock Car entra na pista neste domingo (13) com nada menos que 11 pilotos brigando pelo título de 2020, em uma temporada que viu 13 deles vencerem corridas (um recorde) e ofereceu uma sensação de montanha-russa para quem tentava se manter entre os líderes.

Enquanto os pilotos encaravam grids que colocavam 20 carros em menos de meio segundo, a Stock Car assistiu a uma briga das mais ferrenhas entre as duas marcas participantes. Até o momento, os modelos Corolla e Cruze construíram um placar de vitórias com vantagem de apenas um primeiro lugar para a Toyota, que tem nove vitórias contra oito da Chevrolet.

Válida pela 12ª e última etapa do ano, a prova deste final de semana dá ao vencedor 60 pontos – o dobro do normal –, o que coloca ainda mais pressão nos pretendentes ao título. Thiago Camilo (Toyota Corolla) lidera a classificação por apenas um ponto de diferença para Daniel Serra (Chevrolet Cruze): são 238 pontos contra 237 do atual campeão. Ricardo Maurício (Chevrolet) está apenas sete pontos atrás do líder, que tem a exígua dianteira de 14 pontos para os pilotos que completam os seis primeiros: Ricardo Zonta (226), Gabriel Casagrande (224) e Rubens Barrichello (224).

A programação da decisão do título da Stock Car terá início com treinos livres na sexta-feira. No sábado, o treino livre irá ao ar pelo Youtube da categoria às 8h30. No mesmo dia o Sportv2 mostra o classificatório, também a partir das 8h30. A corrida acontece no domingo e será mostrada tanto pelo Sportv2 quando pela Band na TV aberta, com transmissão começando às 11h15. Classificatório e corrida também poderão ser vistos no Youtube da categoria no endereço @stock_car. O final de semana também terá o encerramento da temporada da Stock Light.

Da Redação