Vila Nova-GO empata com Ituano e deixa a lanterna da Série B

Vivendo bons momentos dentro da Série B do Campeonato Brasileiro, Vila Nova-GO e Ituano empataram por 1 a 1 no estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO), nesta sexta-feira à noite, pela 22.ª rodada. Mesmo sem perder há três rodadas, o time goiano continua na zona de rebaixamento, agora com 19 pontos e apenas duas vitórias. Mas deixou a lanterna para o Náutico, que perdeu para o Operário-PR por 1 a 0 e ficou com 18 pontos. O Ituano, que vinha de duas vitórias seguidas, segue na intermediária 12.ª posição, com 27 pontos.

Tentando deixar a última posição, o Vila Nova veio de empate com o Novorizontino e de vitória em casa sobre o Vasco, por 1 a 0. O Ituano somava duas vitórias seguidas diante de Chapecoense e CSA, embora com o técnico Carlos Pimentel ainda sendo considerado interino. Ele assumiu após a saída de Mazola Júnior.

De volta ao Serra Dourada, a torcida goiana acabou se frustrando com o pouco futebol mostrado pelo Vila Nova no primeiro tempo. O time errou muitos passes e, com isso, não conseguiu chegar na frente em boas condições de finalização. Tanto que o goleiro Filipe não fez nenhuma defesa.

De outro lado, o Ituano se apresentou melhor, bem postado em campo. Mas também não chegou perto da grande área para chutar em gol. Sem opção, arriscou os chutes de longa distância. Foram 12 finalizações, nenhuma em direção ao gol.

Mas o Vila Nova voltou melhor no segundo tempo, também com duas mudanças feitas pelo técnico Allan Aal. Entrou o lateral direito Railan no lugar de Pedro Bambu, que atuou improvisado, e Matheuzinho entrou no lugar de Matheus Souza. O time goiano teve dois lances perigosos no ataque, porém, anulados com marcação de impedimento. Num deles, aos quatro minutos, Neto pessoa marcou o gol, anulado pelo VAR.

Mas o Ituano foi fatal na sua primeira chance. O zagueiro e capitão do Vila Nova, Rafael Donato se atrapalhou e escorregou dentro da área. A bola ficou com Gabriel Barros, que ajeitou e bateu cruzado, abrindo o placar aos 12 minutos.

A falha custou caro a Rafael Donato que passou a ser perseguido pela torcida, que o vaiava a cada vez que pegava a bola. O time também sentiu o gol e a reação da torcida. Por sorte, o time goiano teve um pênalti a seu favor confirmado pelo VAR aos 25 minutos.

Após escanteio, o goleiro Filipe saiu errado, o atacante Wagner também não e a bola bateu no braço esquerdo de Gerson Magrão. Só após a bola ficar parada que o árbitro atendeu o chamado do VAR para ver o lance e confirmar o pênalti. Neto Pessoa cobrou com a perna esquerda, o goleiro Filipe caiu do lado direito e deu rebote. Mas a sobra ficou para o próprio atacante que, desta vez, completou para as redes de perna direita.

O Ituano se fechou após sofrer o empate, permitindo, inclusive, que o Vila Nova pudesse acreditar ser possível chegar à virada no placar. Apesar de, às vezes, rondar a área paulista, o time goiano não conseguiu o segundo gol, mesmo tendo sido superior nesta parte final do jogo.

Os dois times já voltam a campo na próxima terça-feira (9) pela 23.ª rodada. O Vila Nova vai sair diante do Tombense, em Muriaé (MG), às 21h30, enquanto o Ituano vai receber o Sport, a partir das 19h, no estádio Novelli Júnior, em Itu (SP).

FICHA TÉCNICA

VILA NOVA-GO 1 X 1 ITUANO

VILA NOVA-GO – Tony; Pedro Bambu (Railan), Rafael Donato, Alisson Cassiano e Willian Formiga; Ralf, Romário (Jean) e Arthur Rezende (Wagner); Pablo Dyego (Marlone), Neto Pessoa e Matheus Souza (Matheuzinho). Técnico: Allan Aal.

ITUANO – Filipe; Kaio, Lucas Dias, Bernardo Schapoo e Mário Sérgio; Rafael Pereira (Gerson Magrão), Caíque (Jiménez) e Lucas Siqueira; Aylon (Chrigor), Bruno Lopes (Vinícius Jaú) e Gabriel Barros (João Victor). Técnico: Carlos Pimentel.

GOLS Gabriel Barros, aos 12 e Neto Pessoa, aos 26 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO Rodrigo José Pereira de Lima (PE)

CARTÕES AMARELOS Romário, Jean, Arthur Rezende, Matheuzinho e Wagner (Vila Nova). Aylon (Ituano)

RENDA R$ 41.260,00

PÚBLICO 5.058 pagantes (5.158 total)

LOCAL Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO).