Governador anuncia retomada das obras do Contorno de Marechal Cândido Rondon

Marechal Cândido Rondon, no Oeste do Paraná, ganhará duas obras de infraestrutura muito aguardadas pela população. O governador Carlos Massa Ratinho Junior esteve no município nesta quarta-feira (22) e anunciou a liberação de cerca de R$ 22,8 milhões em recursos para a retomada do Contorno Oeste da cidade e para a remodelação da Avenida Rio Grande do Sul, uma das principais vias de entrada. Com as contrapartidas, o montante chega a R$ 25,2 milhões.

Ratinho Junior assinou a ordem de serviço para as obras do Contorno, que prevê uma nova ligação entre as rodovias PRC-467 e a BR-163 com uma rodovia de seis quilômetros de extensão. As intervenções, paralisadas em 2019, serão retomadas a partir de um novo aporte para a conclusão do trecho. O investimento será de R$ 20,8 milhões.

“Tínhamos um desafio quando assumimos o governo, que era a conclusão do Contorno de Marechal Cândido Rondon. A obra teve um problema estrutural e o projeto precisou ser refeito para que pudéssemos voltar à sua condução”, explicou o governador.

“Ela é fundamental para a região, porque vai tirar o tráfego pesado de dentro da cidade. Um estado como o nosso, que é um importante produtor de alimentos, investe em suas agroindústrias, e mesmo após pandemia continua crescendo, precisa de um grande projeto de infraestrutura”, afirmou.

Para a Avenida Rio Grande do Sul, foi assinado o convênio de remodelação do trecho, com investimento total de R$ 4,4 milhões. O valor é composto por R$ 2 milhões do Estado e contrapartida municipal de R$ 2,4 milhões. A obra já tinha sido anunciada durante uma visita do governador Darci Piana (na ocasião em exercício no cargo) no aniversário da cidade, em julho, e teve seu valor atualizado.

“A Avenida Rio Grande do Sul também é emblemática. A via será ampliada e revitalizada para ficar muito mais moderna”, destacou Ratinho Junior.

O trecho a ser remodelado tem 1,3 quilômetro de extensão e vai da Rua Helmuth Koch até a Rodovia Municipal Lira, na saída para Porto Mendes. A expectativa é licitar e iniciar as obras em até três meses, e concluir sua execução até o final de 2022.

O investimento engloba pavimentação e recape em CBUQ, canteiro central, calçadas, ciclovia e obras de drenagem. Paralelamente à obra, a prefeitura ainda vai executar um projeto de iluminação pública na via a partir de recursos próprios, que somam cerca de R$ 1 milhão. No total, os investimentos somam quase R$ 5 milhões para sua remodelação completa.

PACOTE – O secretário estadual de Infraestrutura de Logística, Sandro Alex, destacou que o Contorno faz parte de um grande pacote que moderniza a infraestrutura do Oeste paranaense, incluindo, entre outras obras, a construção do Trevo Cataratas e do Contorno de Palotina, além de projetos em parceria com a Itaipu Binacional.

“Investir na infraestrutura no Oeste é garantir que a rica produção da região chegue com rapidez ao Porto de Paranaguá para ganhar o mundo, e com um custo menor em logística. Cada anúncio de obras significa honrar um compromisso com a população e com umas principais regiões produtivas do Brasil”, disse o secretário.

Para o prefeito de Marechal Cândido Rondon, Marcio Rauber, a obra trará mais segurança a motoristas e moradores da cidade. “É uma solução viária para que os condutores de veículos pesados consigam sair do Oeste e ir até a Capital ou ao Porto de Paranaguá sem necessidade passar dentro da área urbana”, explicou.

“Já conseguimos uma solução parcial com o Contorno Sul, e a retomada desta obra será uma opção para que a nossa malha viária fique conservada e os veículos consigam trafegar de forma segura”, arrematou.

DESVIADO – Com o Contorno Oeste, o tráfego de veículos pesados de longa distância será desviado do perímetro urbano da cidade, especialmente em época de escoamento da produção agrícola. Hoje, o tráfego que vem de Mato Grosso do Sul pela BR-163 precisa passar pelo município para acessar a PRC-467, que leva aos municípios da costa Oeste até Foz do Iguaçu.

A obra terá uma extensão de seis quilômetros, e vai implementar uma nova ligação entre as estradas PRC-467 e a BR-163. O projeto executivo prevê duas interseções em desnível (uma na PRC-467, próximo à Lar Cooperativa Agroindustrial, e outra na BR-163, próximo ao frigorífico da Frimesa), além de uma intersecção em nível que fará ligação da via à Estrada do Lira.

As obras devem ser reiniciadas em outubro, com prazo de 18 meses para sua execução. O investimento prevê serviços de terraplenagem, drenagem, obras de arte especiais, pavimentação, sinalização, paisagismo e melhoria ambiental.

O Contorno foi licitado em 2014 e teve seu contrato assinado quatro anos depois, em abril de 2018. Um ano depois, em junho de 2019, a construção foi paralisada para atualização do projeto executivo e por questões de desapropriação.

Da AEN / MARECHAL CÂNDIDO RONDON

Para a Avenida Rio Grande do Sul, foi assinado o convênio de remodelação do trecho, com investimento total de R$ 4,4 milhões. Foto: SEDU