IAT disponibiliza para consulta novo mapa geológico e de recursos minerais do Paraná

Instituto Água e Terra (IAT) disponibiliza para consulta pública o novo Mapa Geológico e de Recursos Minerais do Paraná. O documento consta no Informe Mineral 02/2022, boletim divulgado pela Divisão de Geologia do órgão ambiental, que é vinculado à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e Turismo (Sedest).

O mapa atualiza o conhecimento geológico e informações sobre os recursos minerais. O conteúdo incorpora o acervo do extinto Serviço Geológico do Paraná (Mineropar) e o acervo do Serviço Geológico do Brasil, com uma nova descrição das unidades geológicas e seu enquadramento estratigráfico no padrão nacional.

O levantamento é resultado de uma cooperação técnica do IAT com o Serviço Geológico do Brasil (SGB), vinculado ao Ministério de Minas e Energia; e o Departamento de Geologia da Universidade Federal do Paraná (Degeol-UFPR).

“A divisão de Geologia do IAT tem, entre seus objetivos, a divulgação da produção mineral paranaense. Esta nova edição do mapa mostra que a ela cresceu nos últimos anos e também que existe um crescimento gradativo da produção mineral em todo o Estado, assim como de todas as substâncias que aqui são produzidas”, disse o chefe da Divisão de Geologia do IAT, Luciano Loyola.

Além da distribuição e descrição de cada formação da produção mineral do Paraná, o material apresenta as principais estruturas geológicas, o relevo, os levantamentos geofísicos, ocorrências fossilíferas e recursos minerais. Também são apresentados estudos científicos desenvolvidos pelas universidades, que apresentam grandes avanços ao conhecimento da geologia do Estado.

MAPA – A cartografia geológica foi gerada a partir da literatura científica, dados fornecidos pelo IAT e o Departamento de Geologia da UFPR, trabalho de campo, interpretação de imagens de satélites e/ou fotografias aéreas, e demais dados adquiridos no projeto.

O mapa geológico foi disponibilizado em formato PDF (dimensões de 2.350 x 900 mm), na escala 1:600.000. Também estão disponíveis os arquivos em formato Arcgis (shapefile), que podem ser usados pelos interessados em seus estudos.

É possível fazer o download do mapa na página do IAT, neste LINK.

O documento também está disponível no site do Repositório Institucional de Geociências do Serviço Geológico do Brasil. Acesse clicando AQUI.

Da AEN