Paraná disponibiliza plataforma de acompanhamento de indicadores sobre mulheres

0 241

Uma plataforma de BI (business intelligence) desenvolvida por meio de uma parceria entre a Secretaria da Mulher, Igualdade Racial e Pessoa Idosa (Semipi) e o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes) apresenta um diagnóstico da realidade das mulheres do Estado, com um olhar individualizado para cada um dos 399 municípios. Trata-se do “Painel Mulheres do Paraná”, que já está disponível no site do Ipardes para a consulta de gestores públicos, acadêmicos e comunidade em geral. 

A parceria entre as instituições permite a ampliação dos indicadores disponíveis com olhar transversal de gênero, raça e faixa etária. O Termo de Cooperação firmado entre a Semipi e o Ipardes tem como objetivo a produção de informações, análises estatísticas e avaliações sobre a realidade e os avanços relacionados às paranaenses.

A ferramenta também permite aos municípios aprimorarem a construção e execução de políticas voltadas a este segmento da população, além de favorecer a comunidade científica envolvida na questão e os gestores públicos no geral. A metodologia reúne um conjunto de ferramentas, tecnologias e processos que possibilitam coletar, armazenar, analisar e visualizar dados, conferindo assertividade a políticas públicas.

“A parceria com o Ipardes é fundamental para a construção de políticas públicas baseadas em evidências. Esta é uma das diretrizes da Semipi, que tem buscado inovar na implementação de políticas, construindo estratégias sustentadas por informações de qualidade e dados analíticos”, afirma a secretária estadual da Mulher, Leandre Dal Ponte.

Além do Painel Mulheres do Paraná, a cooperação prevê a elaboração de outro BI envolvendo informações que permitam análise e maior conhecimento direcionados a gênero, raça, faixa etária e povos e comunidades tradicionais – todas as áreas atendidas pela pasta.

Para o diretor-presidente do Ipardes, Jorge Callado, o Painel das Mulheres do Paraná é emblemático no que diz respeito aos esforços dos órgãos e entidades do Estado para disponibilizar dados socioeconômicos aos agentes públicos e privados, apoiando, consequentemente, a elaboração de políticas e ações específicas.

“Com o Painel, os gestores terão uma radiografia da condição da mulher paranaense, inclusive em âmbito municipal, permitindo a identificação de carências e potencialidades relacionadas à população feminina”, ressalta.

PAINEL – A ferramenta disponibiliza dados dos 399 municípios em três áreas principais: violência, saúde e população. Em alguns casos, os indicadores também mostram dados da média do Estado e a série histórica. A partir da consulta é possível verificar o índice de violência contra a mulher, o índice de violência doméstica contra a mulher e o número de feminicídios a cada mil mulheres de 18 anos ou mais. Esses dados são da Secretaria de Estado da Segurança Pública.

Na área da saúde, o painel mostra a taxa de mortalidade neonatal, gravidez por faixa etária, taxa de mortalidade materna, cobertura de consultas pré-natal e taxa de incidência de HIV/Aids, conforme dados do Ministério da Saúde – DataSUS.

Nos indicadores populacionais, é possível verificar a população censitária no Paraná, com dados do Censo 2022. Além disso, o BI apresenta o número de empregos, o rendimento médio de mulheres e homens no Estado, incluindo a participação em cargos de chefia, segundo a Relação Anual de Informações Sociais (Rais), do Ministério do Trabalho e Emprego. 

Outro indicador disponível trata do perfil das eleições municipais em cada cidade. A ferramenta permite verificar a quantidade de eleitorado, o número de candidatos e os candidatos eleitos, entre mulheres e homens.

Os dados têm como base informações do Ipardes, de outras pastas do governo estadual, do governo federal e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Da AEN

CURITIBA

Deixe um comentário