Parceria entre Saúde e Rodopar já garantiu transporte de 3 milhões de testes da Covid-19

A parceria entre o Governo do Estado e o Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário Intermunicipal de Passageiros do Paraná (Rodopar) garantiu o deslocamento de mais de 3 milhões de exames RT-PCR coletados no Estado, desde junho de 2020.

Os testes realizados pelas equipes de saúde em todos os municípios do Estado chegam a Curitiba de ônibus pelas empresas vinculadas para o imediato processamento no Laboratório Central do Estado (Lacen) e no Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP).

Nesta segunda-feira (12), o secretário estadual da Saúde, Beto Preto, recebeu o presidente da Rodopar, José Nolar Schaendler, e destacou o apoio e a viabilidade de suporte nesta logística.

“Não tenho dúvidas que a nossa estratégia foi bem-sucedida também pela parceria com a Rodopar e as empresas de transporte intermunicipal. Receba o nosso reconhecimento e agradecimento, em nome do governador Carlos Massa Ratinho Junior”, afirmou Beto Preto. “Os exames coletados nas cidades rapidamente estão rodando nos laboratórios em Curitiba. É trabalho não apenas pela saúde pública, mas por uma iniciativa de caráter social e humanitário”.

Segundo dados do Informe Epidemiológico da Secretaria da Saúde, 3.329.083 testes RT-PCR já foram feitos no Paraná até esta segunda-feira (12). Além das empresas de ônibus, a frota de aeronaves do Governo do Estado também auxiliou no transporte dos exames durante o período.

“Entramos para ajudar o Estado e colocamos à disposição a estrutura de transporte de passageiros, que passa por todos os 399 municípios, trazendo os testes para o seu processamento. Isso, além de gerar economia para o Governo, ainda permite ajudar no combate à pandemia”, ressaltou José Nolar Schaendler.

VACINAÇÃO – O secretário Beto Preto ressaltou, ainda, que o Estado já descentralizou 195.165 doses de vacinas da Janssen, braço da farmacêutica Johnson e Johnson, para os trabalhadores do transporte. “A orientação é que todos os trabalhadores do transporte, do rodoviário, do coletivo, de caminhoneiros, enfim, de todos os segmentos sejam imunizados, sem qualquer distinção. São trabalhadores que estão na linha de frente, com grande contato de pessoas, transitando de forma irrestrita, e merecem igualmente o olhar especial das equipes de saúde”, enfatizou.

Até o momento, mais de 72 mil caminhoneiros e 14,1 mil trabalhadores do transporte coletivo já receberam ao menos uma dose de algum imunizante contra a Covid-19 no Paraná.

Da AEN