Revitalização da rodoviária de Guaraniaçu garante conforto e segurança

O terminal rodoviário de Guaraniaçu, no Centro-Sul do Estado, é uma extensão da vida de Otacílio de Oliveira. É lá, vendendo sorvetes e picolés, que ele ganha dinheiro para cuidar da família. Os produtos partem de R$ 1,25, dos mais variados tipos de fruta. O sorveteiro anda que é só sorrisos ultimamente. O movimento, diz, melhorou muito depois que o complexo foi reformado.

Reinaugurado em junho, o espaço recebeu melhorias no saguão principal, depósitos, salas multiuso com locais exclusivos para idosos, lanchonetes, cozinha, área de circulação, instalações sanitárias com chuveiro e estacionamento. “Ficou muito bonita, um trabalho bem-feito. Bem melhor do que a antiga, que era ruim e pequena”, conta Oliveira. “Com mais gente por aqui, passei a vender mais picolés”, acrescenta, empolgado com o novo ciclo comercial.

O investimento foi de R$ 774.131,60. A maior parte, R$ 557.622,77, recursos do Tesouro do Estado a fundo perdido. A contrapartida municipal ficou na ordem de R$ 216.508,83.

“Estamos revitalizando diversos espaços municipais e essa rodoviária é uma das obras que deixaremos como legado para a população. Significa mais conforto para quem precisa usar o transporte coletivo. E, claro, serve com um cartão de visitas para quem chega a Guaraniaçu”, afirma o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

Secretário municipal da Administração e Planejamento, Carlos Alberto Cassimiro explica que a reforma foi pensada para garantir mais conforto, acessibilidade e segurança, respeitando normas técnicas sanitárias e também do Corpo de Bombeiros. “Contamos com salas pensadas para os idosos descansarem, especialmente aqueles que precisam passar mais tempo no terminal. Com camas e chuveiros exclusivos, sem custo. É mais tranquilidade e comodidade”, destaca.

“A rodoviária era antiga e bem precária. Por isso optamos por uma revitalização completa”, acrescenta o engenheiro responsável pela obra, Edinei Pasqualotto.

USUÁRIOS – A estudante Simone de Lucca usa com frequência a rodoviária. Moradora do distrito São João, de Guaraniaçu, costuma fazer de ônibus o trajeto de 142 quilômetros até Chopinzinho. Ela destaca os pontos altos do novo terminal. “A antiga rodoviária era pequena e suja. O conforto melhorou muito, com banheiros limpos e ar-condicionado que funciona”, diz.

Opinião compartilhada pela dona de casa Rosângela Custódio. Ela se desloca mensalmente para Cascavel para cuidar da neta, um percurso de 72 quilômetros. “Temos estrutura disponível para usar enquanto aguardamos pelo embarque. Banheiros e assentos limpos, bem higienizados”, afirma.

DEMAIS CIDADES – A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas mantém em ação um grande pacote de construção, readequação e reformas de terminais rodoviários em diferentes regiões do Paraná. As obras contam com recursos do Tesouro do Estado e de financiamentos, com operação do Serviço Social Autônomo Paranacidade, vinculado à secretaria.

Além de Guaraniaçu, os outros municípios beneficiados são Campo Largo, Francisco Beltrão, Guaratuba, Jaguapitã, Mamborê, Sengés, Toledo, Turvo e Umuarama. O investimento chega a R$ 24.305.613,33, sendo R$ 14.451.036,55 pelo Programa de Transferências Voluntárias da Secretaria do Desenvolvimento Urbano; R$ 8.589.945,92 pelo Sistema de Financiamento aos Municípios (SFM); e R$ 1.264.630,86 em contrapartidas municipais.

“São obras que representam um grande avanço aos municípios, que passam a ter maior integração regional, tanto do ponto de vista social quanto econômico. Beneficiam a população ao estimular o comércio, a indústria e, por consequência, a geração de empregos”, afirma o secretário estadual do Desenvolvimento Urbano e de Obras Públicas, João Carlos Ortega.

PAVIMENTAÇÃO – Além do novo terminal de transporte, o secretário destaca que está prevista a pavimentação asfáltica, sobre pedras irregulares, em concreto betuminoso usinado a quente (CBUQ) de uma área de 4.445,33 metros quadrados. A ação inclui serviços preliminares, terraplenagem, sub-base, base, imprimação com emulsão, revestimento, reperfilamento e travessia elevada, fresagem, pintura, meio-fio e sarjeta, serviços de urbanização, sinalização de trânsito, drenagem e placa de comunicação visual.

A obra já foi contratada e deve começar nos próximos dias. Conta com investimentos de R$ 505.175,78 do Governo do Estado por meio do Programa de Transferências Voluntárias. “Temos incentivado os municípios a se modernizarem. O Estado é parceiro em projetos que melhorem a vida urbana e a integração regional”, reforça Ortega.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *