Rodovias estaduais terão pedágio a cada 50 Km

O deputado Delegado Recalcatti (PSD) defendeu nesta sexta-feira, 05, a revisão da proposta de implantação de 15 novas praças de pedágio no Paraná, em 822 Km de rodovias estaduais que passarão a ser privatizadas. Hoje, existem 27 postos de cobrança em 2.505 Km já pedagiados desde 1996. A partir de novembro, pela proposta do Ministério da Infraestrutura, serão 42 praças de pedágio numa extensão total de 3.327 Km.

“Pagamos tarifas exorbitantes durante 25 anos e, agora que deveríamos ver os preços caírem, nos apresentam um modelo de privatização que privilegia os investidores internacionais em detrimento dos interesses da população paranaense”, afirmou, na primeira audiência pública da Frente Parlamentar, da Assembleia Legislativa, que aconteceu no auditório da Associação Comercial e Industrial de Cascavel (ACIC), em Cascavel.

Segundo o parlamentar, embora os técnicos do Ministério da Infraestrutura afirmem que haverá redução nas tarifas, não será isso que acontecerá. “Nas rodovias já pedagiadas, existe uma praça de pedágio a cada 92 Km”, destacou. “Nas estradas estaduais que estão sendo incluídas, haverá uma praça a cada 52 Km, ou seja, estão dando um desconto pequeno com uma mão e tirando com a outra mão dobrando o número de praças”.

TAG – De acordo com a proposta do governo federal, os usuários que utilizarem o sistema de TAG obterão os maiores descontos, conforme o número de vezes que passar pela mesma praça de pedágio. O maior desconto será dado a quem atravessar as cancelas 30 vezes durante um mês. “Ocorre que, encerrado esse período, o desconto será suspenso e o usuário terá de passar mais 30 vezes para se beneficiar novamente com o menor valor”

A audiência pública contou com 15 deputados estaduais; prefeitos de Cascavel, Leonaldo Paranhos, e de Toledo, Beto Lunitti; vereadores de toda a região; autoridades, empresários, líderes classistas, entre outros. Por questão de segurança sanitária, o amplo auditório recebeu 200 pessoas presencialmente. O evento foi transmitido pela TV Assembleia e redes sociais do Legislativo paranaense. Neste sábado, 06, a audiência pública acontece em Foz do Iguaçu.

Da Assessoria