Argentina prevê iniciar produção da Sputnik V na próxima semana

A Argentina prevê iniciar a produção da vacina contra a covid-19 Sputnik V na próxima semana. O presidente Alberto Fernández informou no Twitter que um avião sairá de Moscou no domingo para levar ao país sul-americano o ingrediente ativo necessário para realizar o processo.

“Fomos os primeiros na região a aprovar essa vacina que preservou a vida de milhões de argentinos. É um orgulho podermos iniciar a sua fabricação”, escreveu o peronista. Fernández fez agradecimentos ao presidente da Rússia, Vladimir Putin, e ao Fundo Russo de Investimento Direto (RDIF, na sigla em inglês), que financia o desenvolvimento do imunizante.

Uma pesquisa divulgada em 24 de maio pelo Instituto de Virologia da Universidade Nacional de Córdoba, na Argentina, concluiu que a Sputnik V tem alta eficácia contra a variante brasileira do coronavírus, identificada inicialmente em Manaus.

Segundo o estudo, 99,65% dos participantes dos testes clínicos desenvolveram anticorpos para a cepa brasileira do vírus no 42º dia após a aplicação da segunda dose da vacina. Além disso, 85,5% dos indivíduos adquiriram a proteção no 14º dia depois da primeira dose.

“Os amigos se conhecem em tempos difíceis e a Rússia nos apertou a mão quando mais precisamos”, acrescentou Fernández na publicação feita hoje no Twitter.