China está desrespeitando sanções contra Coreia do Norte abertamente, dizem EUA

A China está cada vez mais desrespeitando as sanções internacionais contra a Coreia do Norte e não está mais tentando esconder parte de sua atividade de contrabando enquanto busca ajudar Pyongyang a suportar a pressão do governo dos Estados Unidos, disseram autoridades americanas.

Durante o ano passado, navios com bandeira da Coreia do Norte transportaram centenas de carregamentos de carvão para a área de Ningbo-Zhoushan na China, de acordo com entrevistas com autoridades dos EUA e fotos de satélite do governo americano fornecidas ao Wall Street Journal. Enquanto isso, navios de carga de bandeira chinesa têm viajado para a Coreia do Norte para transportar cargas de carvão no porto de Nampo, indicam também as fotos. “Não está particularmente disfarçado ou escondido”, disse uma alta autoridade do Departamento de Estado.

Uma porta-voz do Ministério das Relações Exteriores da China, por sua vez, disse que Washington deveria fazer mais para avançar nas negociações com a Coreia do Norte e ajudar o país a lidar com os efeitos da covid-19, em vez de fazer o que chamou de falsas acusações de que Pequim está falhando em honrar suas obrigações internacionais.

O comércio ilícito entre a China e a Coreia do Norte representa um desafio particular para o futuro governo de Joe Biden, que disse planejar uma coordenação mais estreita com a China, bem como com seus aliados de longa data, para buscar a meta desnuclearização da Coreia do Norte.