Começam as eleições nacionais do Equador; candidato de esquerda lidera pesquisas

Começaram neste domingo as eleições no Equador, o primeiro país latino-americano a ir às urnas em 2021, em meio à pandemia do coronavírus. Mais de 13 milhões de eleitores são chamados às urnas para escolher seu presidente e vice-presidente, além de 137 membros da Assembleia Nacional e cinco representantes do Parlamento Andino.

Segundo o jornal El Comercio, o candidato do “Correísmo” (movimento de esquerda), Andrés Arauz, começa como favorito, de acordo com as pesquisas mais recentes. Em seguida, vem o conservador Guillermo Lasso, que concorre pela terceira vez. E depois, o representante indígena e ambiental Yaku Pérez

O país enfrenta o desafio de garantir a modalidade presencial do voto obrigatório para residentes entre 18 e 65 anos e opcional entre 16 e 18 anos e maiores de 65 anos.