EUA impõem sanção a chinês vinculado à Nova Rota da Seda por suposta corrupção

O Departamento de Tesouro americano anunciou sanções contra indivíduos acusados de corrupção na África e na Ásia. Entre os alvos, está Wan Kuok Koi, um gângster chinês vinculado ao programa de infraestrutura transcontinental de Pequim conhecido como “Nova Rota da Seda”. A ação ocorre em um momento no qual o governo de Donald Trump aumenta a pressão sobre o país asiático, impondo diversas sanções nos últimos dias.

“No Dia Internacional Anticorrupção, o Tesouro permanece totalmente comprometido em impor custos àqueles que facilitam a corrupção às custas do povo”, disse o vice-secretário do Tesouro, Justin G. Muzinich, em um comunicado. Wan Kuok Koi, destaca o órgão, é membro da Conferência Consultiva Política do Povo Chinês do Partido Comunista da China (PCC).

Como resultado das sanções, todas as propriedades dos indivíduos atingidos que estão nos EUA deverão ser bloqueadas.

Além disso, cidadãos e empresas americanas ficam proibidos de fazer transações com os designados.

*Com informações da Dow Jones Newswires