EUA ultrapassam marca de 15 milhões de casos, afirma Johns Hopkins

Os Estados Unidos ultrapassaram a marca de 15 milhões de casos do novo coronavírus nesta terça-feira, segundo registra o monitor mantido pela Universidade Johns Hopkins, que compila diariamente dados divulgados pelos 50 Estados norte-americanos.

A instituição também registrou um aumento diário de 192.299 infecções para o dia de ontem, além de 1.404 mortes.Ao todo, 15.137.712 norte-americanos foram contaminados e 285.880 morreram por conta da doença.

Segundo informações do jornal The New York Times, esta terça também marcou o recorde óbitos em uma semana registrados nos EUA. Nos últimos sete dias, 2.249 pessoas morreram de covid-19 no país, ultrapassando a marca de 2.232 confirmada no dia 17 de abril, quando os EUA passavam pelo pior momento da primeira onda local da doença.

Após a Califórnia adotar medidas restritivas e Nova York cogitar novas restrições, foi a vez do governador de Washington, Jay Inslee, estender as limitações às atividades de alguns setores da economia local, incluindo a proibição ao serviço interno e à venda de bebidas alcoólicas em restaurantes. “O que faremos agora será literalmente uma questão de vida ou morte para muitos de nossos cidadãos”, afirmou Inslee.

Na Carolina do Norte, o governo estadual impôs um toque de recolher a partir das 22h, enquanto que em algumas regiões da Califórnia as autoridades locais enviaram mensagens por celular à população, alertando para o crescente número de casos e pedindo para que as pessoas obedeçam as ordens de confinamento adotadas pelo Estado.

*Com informações da Associated Press