França recomenda vacinação compulsória contra covid para profissionais da Saúde

A Alta Autoridade de Saúde da França (HAS, na sigla em francês) recomendou, nesta sexta-feira, 9, a vacinação compulsória para todos os profissionais do setor no país, noticiou a agência de notícias Reuters. A entidade aconselhou o uso de imunizantes baseados em mRNA para retardar a disseminação da variante delta.

As recomendações do regulador acontecem 72 horas antes do pronunciamento do presidente francês Emmanuel Macron sobre a evolução da pandemia. A fala abordará ainda as estratégias do governo para minimizar o impacto do que os cientistas consideram como uma inevitável quarta onda de contágios.

Cuba

O uso emergencial da vacina Abdala foi aprovado hoje em Cuba pelo Centro de Controle Estatal de Medicamentos, Equipamentos e Dispositivos Médicos (CECMED). A instituição optou pela liberação diante da comprovação de que foram cumpridos todos os requisitos e parâmetros exigidos em termo de qualidade, segurança e eficácia, diz o comunicado publicado no Twitter da CECMED.

O país enfrenta seu pior surto de covid-19 desde o início da pandemia, após a chegada de variantes mais contagiosas, estabelecendo novos recordes de 6 mil casos diários nesta semana, publicou a Reuters. Ontem, Cuba relatou um total de 218.376 infecções e 1.431 mortes em 24 horas.

Europa

O governo de Malta anunciou que o país será o primeiro no continente europeu a fechar suas fronteiras para pessoas que ainda não tenham sido totalmente vacinadas contra o coronavírus, de acordo com a AFP. A decisão veio após um aumento nos contágios.

“Apenas quem possuir certificado de vacinação britânico ou europeu poderá entrar no país partir de 14 de julho”, disse o ministro da Saúde, Chris Fearne, sugerindo que turistas norte-americanos e outros serão barrados.

Malta tem sido aclamado como uma história de sucesso na Europa diante da campanha nacional de vacinação, com 79% da população adulta totalmente imunizada no momento. Mas, depois de relatar ter apenas 28 casos ativos e nenhuma nova infecção em 27 de junho, a ilha mediterrânea reportou nesta sexta-feira 96 novos contágios, elevando o número total de casos ativos para 252. (Com agências internacionais).