Kuroda diz que BoJ está disposto a agir para tornar estímulos mais sustentáveis

O presidente do Banco do Japão (BoJ, pela sigla em inglês), Haruhiko Kuroda, disse nesta quinta-feira que a instituição está disposta a agir para tornar seu agressivo programa de estímulos monetários mais eficaz e sustentável durante a revisão de sua estratégia.

“O foco de nossa avaliação não é reduzir custos ou mitigar os efeitos colaterais de nossa política”, discursou Kuroda, durante evento anual da Federação Empresarial do Japão, conhecida como Keidanren.

Segundo Kuroda, o BC japonês irá adotar “uma perspectiva orientada para o futuro na busca de formas para atingir a estabilidade econômica e de preços com relaxamento monetário mais eficaz e, ao mesmo tempo, mitigar efeitos colaterais”.

O BoJ pretende anunciar as conclusões da revisão de sua estratégia na reunião de política monetária de março de 2021.