‘Meu foco agora é garantir uma transição de poder harmoniosa’, diz Trump

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reconheceu nesta quinta-feira, 7, que um novo governo tomará posse no dia 20 de janeiro, depois de o Congresso ter certificado a vitória de Joe Biden na eleição presidencial de 2020. “Meu foco agora se volta para garantir uma transição de poder harmoniosa, ordenada e contínua. Este momento exige cura e reconciliação”, disse o chefe da Casa Branca em um pronunciamento gravado.

“Aos cidadãos do nosso país: servir a vocês como presidente foi a maior honra da minha vida”, afirmou o republicano em tom de despedida. Ele mencionou os questionamentos judiciais feitos por sua equipe de campanha ao resultado da eleição e afirmou que defende uma mudança nas regras eleitorais do país, sem dar detalhes.

Desde novembro do ano passado, quando perdeu o pleito para Biden, Trump sustenta, sem apresentar provas, que houve fraude na eleição. No pronunciamento, o republicano também condenou a invasão do Capitólio por seus apoiadores nesta quarta-feira, 6. O objetivo do grupo era interromper o processo de certificação de Biden.

A vitória do democrata para o cargo de presidente, contudo, foi confirmada pelo legislativo nesta quinta-feira, 7. Após a polícia conter os manifestantes, a sessão foi retomada na noite de quarta e se estendeu durante a madrugada de quinta, em meio a objeções de aliados de Trump aos resultados eleitorais no Arizona e na Pensilvânia.

O republicano disse estar “indignado” com a ilegalidade do “ataque hediondo” ao Capitólio. “Os que se engajaram em violência e destruição não representam o nosso país”, declarou Trump. “A América é e sempre deverá ser uma nação de lei e ordem”, afirmou. “E a todos os meus maravilhosos apoiadores, sei que vocês estão desapontados, mas quero que saibam que nossa incrível jornada está apenas começando”, disse o presidente.