Número de vacinados no mundo já supera total de infecções pelo coronavírus

O número de pessoas vacinadas contra a covid-19 em todo mundo já é maior do que o total de casos confirmados desde o início da pandemia, de acordo com publicação do Financial Times. O rastreador de vacinas do jornal indica que nesta quarta-feira, 3, o número de doses administradas superou os 103 milhões de infecções registradas globalmente.

A marca representa os casos reportados oficialmente pelos países, mas, devido à natureza fragmentada dos relatórios, é provável que o total seja maior.

“O fato de termos tantas vacinas é uma grande e boa notícia que nos foi transmitida em pedaços. Este momento reúne tudo, mostrando o quão rápido nos movemos e longe chegamos”, afirmou Michael Head, pesquisador de saúde global da Universidade de Southampton.

O ministro da saúde da Bélgica, Frank Vandenbroucke, afirmou nesta quarta-feira, 3, que o Conselho Superior de Saúde do país sugeriu que a vacina contra covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford, em parceria com a AstraZeneca, não seja administrada em pessoas com menos de 55 anos.

Diversos países europeus restringiram a aplicação da vacina em idosos, como França, Alemanha, Itália, Suécia e Polônia, apesar da aprovação do imunizante pela Agência Europeia de Medicamentos.

Vanderbroucke afirmou que a Bélgica revisará o seu plano de vacinação, já que o imunizante Oxford/AstraZeneca foi parte do plano de vacinação prioritária do país.

Segundo levantamento da universidade norte-americana Johns Hopkins, a Bélgica já registrou mais de 713 mil casos de covid-19 e mais de 21 mil mortes relacionadas à doença.