Ross confirma restrição a empresas da China; ‘seria surpresa Biden reverter’

O secretário de Comércio dos Estados Unidos, Wilbur Ross, confirmou que 77 empresas da China foram adicionadas a uma lista de restrições à exportação. Na prática, a medida impede que outras companhias exportem tecnologia americana para as chinesas, entre elas a Semiconductor Manufacturing International (SMIC), maior fabricante de microchips do país asiático. Em uma entrevista à Fox Business, Ross disse que o novo governo poderia alterar as restrições a Pequim, mas afirmou que “ficaria surpreso” caso o presidente eleito dos EUA, Joe Biden, que assume o cargo em 20 de janeiro, o fizesse. Ele frisou que as companhias chinesas representam um “risco para a segurança nacional”.