Balanço da Agência do Trabalhador mostra ações de 2021

Atendimento especializado para colocar o candidato no mercado de trabalho, admissão de jovem aprendiz e prospecção de novas vagas são algumas das atividades realizadas na Agência do Trabalhador de Toledo que, no primeiro bimestre, realizou 5.553 atendimentos ao público. Os dados mostram que mesmo na pandemia o mercado de trabalho de Toledo está próspero.

O balanço das atividades dos meses de janeiro e fevereiro foi apresentado no dia 30 de março na reunião do Conselho Municipal do Trabalho, Emprego e Renda (Comter). As ações do primeiro bimestre foram apresentadas pelo presidente do Conselho e gerente da Agência Rodrigo Souza.

Os dados mensais da Agência do Trabalhador de Toledo (janeiro e fevereiro) apontam: atendimentos (3.372 e 2.181); vagas de trabalho abertas (296 e 255); candidatos encaminhados às vagas de trabalho das empresas (1.004 e 688); candidatos encaminhados e contratados pelas empresas (118 e 113); encaminhamentos de Seguro-Desemprego formal (249 e 157); encaminhamentos de Seguro-Desemprego doméstico (14 e 6); recursos de Seguro-Desemprego (62 e 7) e informações prestadas sobre Seguro-Desemprego (318 e 175).

DADOS – Souza explica que a redução nos números em fevereiro se deve por conta da redução de servidores no local. “Tivemos um servidor que tirou férias e dois que foram afastados por conta da Covid-19. No entanto, mantivemos nossos trabalhos normalmente e acredito que não inviabilizou amplamente os atendimentos. A interferência foi muito pequena comparada ao percentual de atendimentos realizados”.

Ele complementa que neste período, uma parcela das atividades internas da Agência foram remanejadas para a equipe executar os atendimento básicos como abertura de vagas, encaminhamento de candidatos, entre outros. “Esses atendimentos são prioridades. Mesmo com essa dificuldade nós conseguimos superar e atingir os objetivos no período”, complementa.

Souza pontua que na reunião também foram apresentados os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Em Toledo, foram admitidos 2.204 trabalhadores em janeiro, demitidos 1.694 e um saldo de 510 novos postos de trabalho. Em fevereiro foram 3.038 trabalhadores contratados, 2.054 desligados e um saldo de 984 vagas abertas.

NOVIDADE – O presidente do Conselho e gerente da Agência do Trabalhador Rodrigo Souza acrescenta que também foi divulgado o Programa Cartão Futuro Emergencial (PCFE) na reunião do Comter. O Programa foi estabelecido pela Lei Estadual 20.328/20, que autoriza o pagamento da subvenção econômica nos contratos de aprendizagem em caráter emergencial para minimizar os efeitos da situação de calamidade pública no Estado do Paraná.

“É um cartão que visa garantir a manutenção de algumas vagas de jovem aprendiz e será disponibilizado para as empresas que têm essas vagas, ampliarem a oferta ou reabrirem novas vagas. O recurso que o Governo do Estado vai disponibilizar pode variar de R$300 a R$500 por vaga”.

AVALIAÇÃO – No cargo de gerente da Agência do Trabalhador desde o início do ano, Rodrigo Souza pontua algumas mudanças realizadas para melhorar os serviços e o atendimento ao público. “Estamos atendendo exclusivamente por agendamento e potencializamos o atendimento através do WhatsApp. Temos uma prospecção para os próximos meses de colocar 1.800 candidatos no mercado de trabalho por intermédio da Agência. É um serviço de qualidade e gratuito”, finaliza.

Da Redação

TOLEDO